(pt) Federação Anarquista Gaúcha - 1º Seminário Anarquismo e Lutas Sociais

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 28 de Dezembro de 2012 - 15:59:27 CET


A Federação Anarquista Gaúcha participará neste Sábado, dia 15 de Dezembro, do 1º 
Seminário Anarquismo e Lutas Sociais, organizado pelo GPASE (Grupo de Pesquisa 
“Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes” da Universidade Federal da Fronteria Sul, 
Câmpus de Erechim-RS*. ---- Falaremos sobre o Anarquismo Especifista e nossa atuação nos 
Movimentos Sociais, em especial pela militância sindical e estudantil. ---- Não tá morto 
quem peleia! ---- Federação Anarquista Gaúcha =============* TERP Quem Somos???========= 
Somos a Tendência Estudantil da Resistência Popular e queremos nos somar na luta pela 
conquista e defesa dos interesses estudantis (universitários e secundários) e por uma 
Universidade pública, gratuita e a serviço das demandas do povo.

Somos a vontade de construção de uma tendência (um estilo de trabalho e método de luta) 
que no movimento estudantil faça a defesa da organização estudantil por local de estudo e 
do fortalecimento de suas entidades de base (DA’s, CA’s, Grêmios Estudantis) enquanto 
instrumentos que articulados possam criar força social para a luta por uma educação digna 
feita pelo povo e para o povo.

Nossos Princípios

Na vida particular de cada um temos princípios que nos mostram o nosso caráter como 
pessoa. Nos movimentos populares também é assim: temos princípios que nos mostram o melhor 
caminho para seguir. Os princípios nos orientam, nos ajudam a fazer escolhas certas para a 
nossa luta.

- Democracia Direta e de Base: que todas as decisões que dizem respeito ao conjunto dos 
estudantes possam ser debatidas e decididas pelos estudantes, através de suas organizações 
de base (CAs, DAs e Grêmios). Queremos que todos tenham voz e possam decidir sem que 
nenhum dirigente estudantil profissional nos diga o que fazer.

- Independência de classe: acreditamos que o movimento estudantil deve ser independente de 
ONGs, partidos, reitorias, governos, empresas e qualquer agente externo ao movimento, 
garantindo a democracia e organização de base do movimento estudantil.

- Luta e Ação Direta: para a conquista de nossas reivindicações, de nossos direitos e de 
transformação social, propomos a ação direta como método de luta e de pressão aos nossos 
inimigos, sem intermediários, em que o estudante é protagonista em cada mobilização de 
rua, em cada marcha, em cada ocupação e enfrentamento, arrancando dos poderosos aquilo que 
nos é de direito.

- Compromisso coletivo e Solidariedade: estamos lado a lado e apoiamos as iniciativas 
populares, dos movimentos e organizações do povo. Não colocando qualquer fronteira à nossa 
solidariedade. Apoiamos s lutas dos movimentos populares por terra, moradia, trabalho, 
saúde, transporte e por uma vida digna. A transformação social só será possível na união e 
coordenação de vários setores do povo: estudantes, sem terra, sem teto, catadores, 
operários, comunicadores.


More information about the A-infos-pt mailing list