(pt) [Reino Unido] N9 Novas táticas policiais: agentes disfarçados ativos e agress ivos

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 19 de Novembro de 2011 - 12:00:13 CET


Percebemos uma mudança nas táticas policiais para a manifestação estudantil de 9 de
novembro no centro de Londres. Além do fato de que a passeata teve sua rota
firmemente regulada (cada uma das ruas laterais foi bloqueada por um pequeno
exército de barreiras bem defendidas) a polícia introduziu um elemento novo e
potencialmente perigoso ao policiamento da manifestação - o uso extensivo e
transparente de policiais disfarçados.
Antes, a polícia simplesmente espalhava FITs [unidades de vigilância especial] em
pontos estratégicos nas redondezas da manifestação para identificar "encrenqueiros
em potencial" que, se fossem presos, isso era feito por policiais uniformizados
longe da manifestação principal.

A manifestação estudantil de 9 de novembro viu numerosos policiais disfarçados (mal
vestidos de manifestantes) no meio do corpo da passeata retirando, às vezes
violentamente, aqueles que queriam prender. Essa mudança de tática pode ser devido
ao novo tira no topo da chefia, pode ser uma estratégia de uma vez só para prevenir
outra Millbank, ou, talvez, pode ser a primeira aparição de uma nova e
potencialmente abordagem de longo alcance no policiamento de manifestações.

Blocos protegendo a integridade da passeata é lugar-comum na Europa continental,
aliás, é uma característica essencial. Eles agem como presença policial coletiva,
mas também asseguram que a dinâmica entre manifestantes e policiais se mantenha
intacto - tanto em oposição, quanto em penetração.

No Reino Unido, não temos essa compreensão da dinâmica dos blocos como tais e,
freqüentemente, nos distanciamos deles. (Blocos NB não quer dizer "bloco negro", um
bloco negro, quando ativo, é uma proposta totalmente diferente, que toma uma
dinâmica inteiramente diferente).

Isso precisa ser modificado, e será, se quisermos manter qualquer autonomia no
interior da conduta de policiamento e nas normas para passeatas.

Essa nova tática policial, se continuar, requer de anarquistas o conhecimento de
nosso papel coletivo nas manifestações. Qualquer anarquista que continuar a
participar de manifestações enquanto indivíduo, em contraste com elementos
politicamente constituídos, terá que aprender bem rápido uma nova maneira de
raciocinar.

9 de novembro foi um exemplo clássico de demonstração policial. A nova e perigosa
reviravolta é que a polícia é, agora, parte integrante da passeata em si.

Um alerta para o que vem por aí.

Apreensão violenta de um manifestante durante o N9 por um grupo grande de policiais
disfarçados:

http://www.youtube.com/watch?v=2evPgG1RrDg&feature=player_embedded

Veja no site do Bloco Anarquista N9 os relatos de várias fontes sobre esse dia:

http://n9anarchistbloc.wordpress.com/

Tradução > Carlinhos Puig
agência de notícias anarquistas-ana



More information about the A-infos-pt mailing list