(pt) [Rússia] Continua a luta pelas florestas de Khimki

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 19 de Maio de 2011 - 00:48:02 CEST


Em 8 de maio, na cidade de Khimki, foi realizada uma manifestação popular
sob o lema "Defendemos as florestas de Khimki”. Próximo ao estádio da
cidade, reuniu-se cerca de 200 pessoas de diferentes lugares da Rússia. Os
organizadores da manifestação declararam que são os próprios dirigentes
que estão contra o povo e fizeram um chamado para ir para os acampamentos
de ecologistas na floresta. Forças anti-motins chegaram pouco depois do
início da manifestação e 15 pessoas foram detidas. O resto dos
manifestantes tentou bloquear a rua para parar o ônibus com os detidos,
mas os anti- motim os impediu. Os presos, mesmo do ônibus, continuaram
incentivando os manifestantes a ir para o acampamento.

Do acampamento, duas patrulhas foram direcionadas para vistoriar a
floresta. No retorno, relataram que não haviam encontrado indícios de
novas derrubadas de árvores, mas havia visto mensagens de aviso sobre o
descobrimento de gasodutos subterrâneos. Os gestores da construção da
rodovia privada “Moscou-São Petersburgo” declararam que vão transferir o
gasoduto, mas não informaram nada sobre uma possível mudança na rota do
caminho.

Por outro lado, aos detidos foi imposto o protocolo 20.2, referente à
violação das regras de organização de eventos públicos, e o 19.3, por
desrespeito aos funcionários da polícia. Parte dos manifestantes foi para
a delegacia para realizar piquetes e exigir a libertação imediata dos
participantes. No início, a polícia disse que os detidos permaneceriam ali
até 10 de maio, mas, em seguida, foram levados ao tribunal, mesmo estando
em recesso. O juiz acabou por decidir a relegar o assunto para os
tribunais locais, onde os prisioneiros vivem, e na parte da tarde foram
liberados.

Entre os participantes das manifestações em defesa das florestas de Khimki
e do acampamento de protesto se encontram representantes de diversas
organizações sociais e políticas de Moscou e em torno da capital,
incluindo, infelizmente, ideologias extremistas. No acampamento, por
exemplo, próximo a máquina de corte de madeiras perto do aeroporto
"Sheremetievo II" foi posta uma faixa da "Rússia Imperial", que foi
posteriormente removida, a pedido de ativistas de outros pontos de vista
ideológicos.

Em 7 de maio um novo acampamento foi levantado junto a máquina de corte,
não muito longe da vereda Starbeevo, e neste lugar, em 8 de maio, foi
posta a bandeira do movimento ecológico radical "Vigilantes do Arco-íris",
cujos membros, em sua maioria, são anarquistas. Na manifestação do mesmo
dia, participaram representantes de movimentos anarquistas e
anti-fascistas.

Após as ativas noites de 5 e 6 de maio, não houve mais ataques ao
acampamento pela empresa de segurança responsável pelo monitoramento das
derrubadas ilegais de árvores. Os integrantes do acampamento realizaram
patrulhas constantes para evitar o abate de mais árvores.

agência de notícias anarquistas-ana





More information about the A-infos-pt mailing list