(pt) [Bielorrússiade 12 a 15 de maio ] Chamado para ações conjuntas de solidariedade com os anarquistas bielor russos

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 9 de Maio de 2011 - 21:47:36 CEST


Já se passaram sete meses desde que o "caso dos incêndios" começou na
Bielorrússia. Durante esse tempo, nossos amigos e companheiros ficaram
atrás das grades. Tendo começado com detenções arbitrárias de ativistas em
setembro do ano passado, o processo está finalmente chegando ao fim - está
sendo levado a julgamento. No momento, sete indivíduos específicos na
investigação do "caso dos anarquistas" permanecem sob detenção.

Mikalai Dziadok, suas imputações são:

• Organização de uma manifestação ilegal antimilitarista em setembro de
2009 contra um exercício de guerra entre a Rússia e a Bielorrússia, onde
uma reunião de militares foi atacada com bomba de fumaça;

• Ataque contra um cassino em Minsk em dezembro de 2009, como um protesto
contra a crescente desigualdade social;

• Um ataque contra a sede da Federação de Sindicatos em 1º de maio com a
afirmação de que o Estado e esta organização utilizam os trabalhadores
para os seus próprios interesses e não para defender os seus direitos e,
muitas vezes, impedem que os trabalhadores cooperem entre si e organizem
greves. Mikalai pode enfrentar 10 anos de prisão.

Ihar Alinevich, suas imputações são:

• Ataque à embaixada da Rússia em setembro de 2010, como uma ação de
solidariedade com os detidos em Khimki;

• Organizar manifestação ilegal antimilitarista;

• Ataque contra um cassino em Minsk; ataque a uma sucursal do Belarusbank
em 1º de maio, como um protesto contra o sistema financeiro do mundo;
ataque contra o centro de detenção, em setembro de 2010, com a exigência
de libertar todos os detentos. Ihar pode ser condenado a uma pena de
reclusão de 12 anos.

Aliaksandr Frantskevich está enquadrada por:

• Participação na manifestação ilegal antimilitarista; ataque a uma
delegacia de polícia na cidade de Soligorsk durante os dias de ação
conjunta contra a polícia;

• Ataque informático à página eletrônica municipal de Novopolotsk.
Aliaksandr está ameaçado com 10 anos de prisão.

Quanto ao caso do ataque a sede da KGB na cidade de Bobruisk em outubro de
2010, numa ação de solidariedade com os presos em setembro, agora Jauhen
Vas'kovich, Artsiom Prakapenka e Pavel Syramolatau são os alvos da
investigação. Todos eles podem ser condenados a uma pena de reclusão de 12
anos.

Vale ressaltar que, inicialmente, todos os detidos foram acusados de
apenas um dos episódios, em conformidade com o artigo 339,2 (vandalismo),
considerando um máximo de 6 anos de prisão. No curso do inquérito mais
episódios foram adicionados a cada um dos réus e o artigo foi alterado
para o 218,2 (3) - destruição intencional de propriedades com pena de 12
anos de prisão. Além disso, todas as provas da acusação são baseadas no
depoimento de duas "testemunhas" que tinham tomado parte em ações, mas
nunca foram acusadas do crime.

Durante a investigação mais de 50 pessoas foram interrogadas, 14 pessoas
passaram desde 3 a 9 dias de cadeia. Todas essas pessoas alegaram danos
psicológicos e, em alguns casos, pressão física durante o inquérito.

No momento a maioria dos acusados estão na fase final de familiaridade com
os materiais do caso. É muito provável que as audiências comecem no final
de abril ou início de maio.

Por isso, convocamos todos os interessados a promoverem ações de protestos
contra as acusações injustas e de solidariedade com os anarquistas da
Bielorrússia de 12 a 15 de maio de 2011. Ações de solidariedade de
qualquer espécie, bem como outras iniciativas destinadas a difundir
informações sobre a situação de repressão política na Bielorrússia e a
participação dos advogados locais de direitos humanos para levantar a
questão dos processos judiciais na Bielorrússia.

Cruz Negra Anarquista, Bielorrússia

agência de notícias anarquistas-ana





More information about the A-infos-pt mailing list