(pt) O documentário “A Conspiração de Chicago” já está disponível online gratuitamente

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 21 de Março de 2011 - 12:50:35 CET


Companheiros e companheiras:
Nós temos procurado maneiras de fazer uma versão online de "A Conspiração
de Chicago", a partir do lançamento em DVD. Tivemos várias limitações
técnicas, e as pessoas da CrimethInc.com gentilmente nos ofereceu lançar a
cópia online.

A versão online já está disponível gratuitamente.

Versão em espanhol:

› http://cwc.im/chicago-espanol

Versão em inglês:

› http://cwc.im/chicago

Haverá mais notícias sobre o próximo curta-metragem.

Atenciosamente,

Subversivo Filmes de Ação

› contact  subversiveactionfilms.org

› www.subversiveactionfilms.org

"A Conspiração de Chicago" é um documentário de três anos de realização. O
trabalho foi gravado no Chile, e a história se estende às terras indígenas
Mapuche del Wallmapu. O conceito do filme começou com a morte de um
ex-ditador militar.

Celebramos nas ruas de Santiago com milhares de pessoas, depois de ouvir a
notícia: o general Augusto Pinochet morreu. Seu regime assassinou milhares
e torturou dezenas de milhares de pessoas após o golpe militar em 11 de
setembro de 1973. Celebramos sua morte e as implicações do sistema
político e econômico que o colocou no poder poderia, por si só, serem
fatais. Nós começamos este filme com a morte de um ditador, mas
continuamos com o legado de uma ditadura.

"A Conspiração de Chicago" leva o nome de aproximadamente 25 economistas
chilenos que freqüentaram a Universidade de Chicago e outras universidades
de prestígio, no início dos anos 60, para estudar sob a influência dos
economistas neoliberais Milton Friedman e Arnold Harberger. Depois de
abraçar as idéias neoliberais de Friedman, esses economistas, regressaram
para ajudar Pinochet na aplicação dessas novas políticas de livre mercado.
Privatizaram quase todos os aspectos da sociedade, e o Chile logo se
tornou um exemplo típico do capitalismo de livre mercado, sob a mira de
uma arma de fogo.

O golpe militar foi uma conspiração iniciada pela burguesia do Chile e
assistidas por seus parceiros internacionais. A ação militar, e seu apoio
da CIA, foi executada sob o pretexto de que o presidente Salvador Allende,
um reformista e defensor do estado democrático, era na realidade um
militante revolucionário marxista. Afirmaram que seu governo incluiu um
plano secreto (Plano Z) para estabelecer um sistema semelhante ao de Cuba
comunista. A existência deste plano nunca foi demonstrada com êxito pelos
militares.

"A Conspiração de Chicago" é uma nova visão do golpe militar, que enfoca a
história do governo de Allende. Mesmo antes de sua eleição, houve
organizações armadas revolucionárias em todo o Chile, como o Movimento de
Esquerda Revolucionária (MIR). Durante o governo de Allende, alguns
setores acreditavam que um projeto reformista nunca poderia acabar com o
sistema capitalista. Estes grupos foram o principal setor a liderar uma
resistência armada contra os militares após o golpe começar. Enquanto a
ditadura assumiu o controle, as organizações armadas foram expandidas e
tornaram-se conhecidas como o MAPU-Lautaro e a comunista Frente Patriótica
Manuel Rodríguez Frente (FPMR), além do MIR.

"A Conspiração de Chicago" começa em 29 de março de 1985. Neste dia, dois
jovens irmãos e militantes do MIR, Rafael e Eduardo Vergara, foram mortos
a tiros pela polícia em Villa Francia, povoado politicamente ativo. Uma
pesquisa recente conduzida pelo governo chileno demonstra que foram
procurados pela polícia, como tantos jovens antes deles, foram
assassinados por motivos políticos. Sua comunidade Villa Francia respondeu
criando um dia de memória e de protesto, o Dia do Jovem Combatente. Seu
irmão mais velho, Pablo Vergara, foi posteriormente caçado, em Temuco,
cidade no sul do Chile, em 1987.

"A Conspiração de Chicago" é sobre hoje. Depois de um plebiscito nacional
em 1988, Pinochet terminou seu governo em 1990. As classes políticas no
Chile permitiram ao país votar o fim da ditadura e da crescente
preocupação de uma insurreição armada. O ano de 1990 trouxe um governo
democrático no Chile, seguindo as mesmas políticas econômicas neoliberais
impostas pela ditadura. Ao longo do filme, acompanhamos o descontentamento
social que existe hoje. Exploramos o legado de uma ditadura.

"A Conspiração de Chicago" é sobre os estudantes que lutam contra uma lei
de educação que foi iniciada no último dia do regime militar. Mais de
700.000 estudantes se declararam em greve durante o ano de 2006, para
protestar contra o sistema de ensino privatizado. A polícia reprimiu
brutalmente as manifestações e ocupações estudantis.

"A Conspiração de Chicago" é sobre o Dia do Jovem Combatente. O dia 29 de
março não é apenas sobre os irmãos Vergara - é um dia para lembrar todos
jovens combatentes que morreram durante a ditadura e o regime democrático
atual.

"A Conspiração de Chicago" é sobre os bairros da periferia de Santiago.
Foram originalmente ocupações de terra, e mais tarde tornaram-se centros
de resistência armada contra a ditadura militar. Alguns, como Victoria e
Villa Franca, continuam como áreas de confronto e descontentamento até
hoje.

"A Conspiração de Chicago" é sobre o conflito Mapuche. O povo mapuche
bravamente resistiu à ocupação espanhola, e continua a resistir contra as
corporações multinacionais e o Estado chileno, que rouba a terra para
plantações, minas, barragens e de produção agrícola. O governo tem usado
uma lei antiterrorismo do período ditatorial para prender comuneros
Mapuche em luta. Dois jovens Weichafes (guerreiros Mapuche) - Alex Lemon e
Matías Catrileo - recentemente foram mortos pela polícia chilena, um em
2002, outra em 2008.

"A Conspiração de Chicago" é uma resposta a uma conspiração global do
neoliberalismo, do militarismo e do autoritarismo.

agência de notícias anarquistas-ana





More information about the A-infos-pt mailing list