(pt) [Rio de Janeiro] CARTA DE REPÚDIO AO GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 12 de Junho de 2011 - 20:19:12 CEST


A  partir do sábado, nós, cidadão comum, indivíduo parte da classe operária,
trabalhadores do Brasil, fomos surpreendidos pelo telejornais: vimos os
bombeiros,
heróis de todas as recentes tragédias no Rio de Janeiro, sendo massacrados
pela
tropa de choque da PM carioca, o BOPE, os bombeiros sendo tratados como
bandidos.
Além de certa estupefação, pois a nós nunca foi informado suas condições
de trabalho
e de salários, fica a revolta ao ver pela TV as cenas cruas: soldados armados
atacando mulheres e crianças e os bombeiros, desarmados – que levaram suas
famílias
em luta pela sobrevivência!
Se somente essas cena já nos causa revolta, os bombeiros, que haviam
mantido uma
ocupação de seu local de trabalho, o Quartel-Central dos Bombeiros, foram
presos
(cerca de 450 trabalhadores-bombeiros), que além de presos forma submetidos a
condições desumanas de alojamento e ainda respondem  a processos que podem
levar a
penas de até 8 anos de prisão. Vem o governador do Rio, em flagorosa
manifestação de
sua política fascista, e declara encerrada toda a negociação com os
bombeiros – que
mantem a greve e os protestos, agora também pela libertação imediata de
todos os
presos -, taxando-os de vândalos e bandidos!?!
Não podemos a ceitar a passividade até agora manifestada pela classe
trabalhadora
carioca (tantas vezes salva da morte iminente pelo braço de um bombeiro) e
de suas
supostas organizações – os sindicatos oficiais, atrelados ao Estado, na
verdade
dominadas por partidos políticos. Temos que demonstrar de forma ativa nossa
solidariedade com os trabalhadores-bombeiros.
Existem muitas formas de manifestar essa solidariedade, no momento tão
necessária
para os bombeiros, mas a forma mais forte e definitiva, a forma como
defendemos já
na semana passada, quando da eclosão de um importante movimento paredista
na Grande
Sãso Paulo, com a deflagração de uma Greve Geral de Solidariedade, com
Manifestações
de rua para obrigar o governo a recuar imediatamente em todas as suas
acusções e
conceda as reivindicaçõe feitas pelos bombeiros.
Alcançada a Greve Geral ela pode, tirando um Comitê de Grevistas por
Fábrica, por
Ramo ou por Região, para negociar reivindicações do próprio movimento
grevista, como
aumento geral de emergencia de 62% - mesmo índice auto-concedido pelos
deputados no
mesmo momento em que decidiram dar ao Salário Mínimo uma correção de 5%.
Importa é nos manifestarmos com a urgência que o momento exige!
TOTAL REPÚDIO A ATITUDE DA POLÍCIA E DO GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO!
TOTAL SOLIDARIEDADE A GREVE E MANIFESTAÇÕES DOS BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO!
PELA IMEDIATA LIBERTAÇÃO DE TODOS OS BOMBEIROS PRESOS! (Com a retirada de
todas as
acusações que pesam sobre eles!)
PELA GREVE GERAL DE SOLIDARIEDADE AOS TRABALHADORES-BOMBEIROS CARIOCAS!
POR UMA AUMENTO SALARIAL GERAL DE EMERG|ÊNCIA DE 62%!
PELO SALÁRIO MÍNIMO DE R$ 2000,00!
São Paulo, 06 de Junho de 2011.
SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT
profosp  bol.com.br

http://www.grupos.com.br/blog/sindivariosspfospcobacatait/
__________________________________________________
BOMBEIROS PARALISAM O CENTRO DO RIO:
http://www.youtube.com/watch?v=4We7y_MIDX0
http://www.youtube.com/watch?v=YdyWgUbQYcQ
http://www.youtube.com/watch?v=TnUqXA154gU



More information about the A-infos-pt mailing list