(pt) [Grécia] Migrantes em greve da fome: a solidariedade é uma arma!

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 2 de Fevereiro de 2011 - 00:29:42 CET


URGENTE!!! É FUNDAMENTAL A SOLIDARIEDADE!
Concentrações de apoio a estes imigrantes em todo o lado!
No domingo de 23 de janeiro, 250 de um total de 300 trabalhadores
migrantes, vindos da ilha de Creta, ameaçados de deportação, com suspensão
de asilo já previata, chegaram ao porto do Pireu, para iniciarem uma greve
da fome em toda a Grécia. No mesmo dia mais 50 migrantes chegaram ao
Centro de Trabalhadores de Salónica, onde iriam participar também nesta
greve. Exigem a legalização de todos os migrantes, igualdade de direitos
políticos e sociais e obrigações iguais às dos trabalhadores nacionais,
para além da igualdade de direitos laborais, entre os dois sexos, para os
trabalhadores gregos
Os migrantes em greve da fome
,http://fr.contrainfo.espiv.net/2011/01/18/300-immigres-prets-a-commencer-une-greve-de-la-faim-massive-en-grece/#more-454
em Atenas, instalaram-se num prédio da Faculdade de Direito, atualmente
desativado para fins académicos. A resposta do presidente da mesma foi a
decisão de encerrar a Faculdade, ao contrário da Associação de Estudantes
da Faculdade de Direito, que anunciou o seu apoio à luta dos migrantes.
O estado  ameaçou com mais “ações drásticas” ou seja violar o asilo
académico, invadindo a Faculdade de Direito. Desde o primeiro dia, os
meios de desinformação difamaram  os emigrantes e, em cooperação com as
autoridades "reitoriais" académicas, desencadearam uma ofensiva contra o
direito dos migrantes a reivindicarem os seus direitos na forma que
escolheram.
Ao mesmo tempo que os migrantes se solidarizavam com as lutas laborais do
povo grego, depois de terem sido levados ao empobrecimento absoluto, o
ministro da Ordem Pública, Paputsís, anunciava a construção de um muro em
Evros-fronteira da Grécia com a Turquia- para impedir a entrada de mais
migrantes no país.
Na terça-feira de 25 de janeiro, pelas 12:00 h, foi realizada uma
conferência de imprensa dos migrantes grevistas da fome, no pátio da
Faculdade de Direito de Atenas.

No comunicado
http://es.contrainfo.espiv.net/2011/01/25/comunicado-de-la-asamblea-de-los-inmigrantes-huelguistas-de-hambre-desde-el-25-de-enero/
distribuído os grevistas
apelam não apenas à solidariedade nacional,
http://pt.indymedia.org/conteudo/newswire/3526
 mas acima de tudo a uma generalização internacional da contra-informação,
de forma a impedir que esta luta seja vilipendiada e deturpada.
A 27 de Janeiro, dez horas depois da suspensão de asilo, a luta firme dos
migrantes e a solidariedade grega
http://pt.indymedia.org/conteudo/newswire/3525
permitiram aos grevistas, apesar de terem de abandonar o edifício da
Universidade ,  instalar-se no local indicado pela polícia, embora sem o
mínimo de condições básicas de higiene, por uma semana, sendo o seu futuro
incerto.
A 28 de Janeiro realizaram-se  marchas solidárias em muitas cidades gregas.
A SOLIDARIEDADE É UMA ARMA!

ENTREVISTA AOS GREVISTAS
http://pt.indymedia.org/conteudo/newswire/3527

MAIS FOTOS
http://athens.indymedia.org/front.php3?lang=el&article_id=1253367
http://athens.indymedia.org/front.php3?lang=el&article_id=1252961



VÍDEOS

http://es.contrainfo.espiv.net/2011/01/25/2-videos-de-la-llegada-a-atenas-de-300-inmigrantes-trabajadores-en-creta-para-iniciar-una-huelga-de-hambre-por-toda-grecia/



http://es.contrainfo.espiv.net/2011/01/29/27-de-enero-el-estado-griego-intenta-exterminar-a-los-huelguistas-de-hambre/



Fonte: Contra Info








More information about the A-infos-pt mailing list