(pt) COB/AIT Manifesto Cultural do 1 de Maio de 2011

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 21 de Abril de 2011 - 21:59:13 CEST


EXISTEM QUESTÕES DE FUNDO QUE NOS PREOCUPAM E QUE GOSTARIAMOS DE COLOCAR
PARA TODOS E QUE SE LIGAM AO PRÓPRIO OBJETIVO DO MANIFESTO CULTURAL DO
1º DE MAIO..

Estamos muito preocupados com
SITUAÇÃO DA POPULAÇÃO E DA JUVENTUDE SEM EMPREGOS E PERSPECTIVA DE UMA
VIDA
FUTURA MELHOR PARA TODOS.

PELA VIDA COMBATEMOS TODAS AS
MISÉRIAS.

Preocupa-nos a falta de JUSTIÇÃO
SOCIAL E A QUESTÃO SALARIAL que oprime a todos no Brasil e em especial no
RS,
que tem um dos mais baixos salários do Brasil.

Nos preocupamos também com suas
origens que estão nas políticas globais e locais do CAPITALISMO, que
usam do
DESEMPREGO ESTRUTURAL PLANEJADO e da CRISE FABRICADA pelos CAPITALISTAS para
ROMPER com os DIREITOS dos TRABALHADORES, CONQUISTADOS HISTÓRICAMENTE, COM
MUITO SUÓR, LÁGRIMAS E SANGUE.

O mais importante sem dúvidas foi
o da CONQUISTA DAS 8 HORAS DE TRABALHO, quando se trabalhava mais de 12 horas
diárias, sem sábado nem domingo livre (até 16 hs).

Conquistas que impulsionaram
também os Direitos das Mulheres, das Crianças, dos Velhos e dos doentes.

Não esqueçamos que as Crianças
foram as primeiras vítimas fatais da história do Trabalho depois da
escravidão.

Vitórias que não vieram das
benesses dos ricos e poderosos, foram conquistas sociais históricas que
devemos
a todos que lutaram por melhores condições de vida e trabalho.

Lutas que tiveram um ápice em
Chicago (EUA), quando PRESOS em manifestação (1886) pela conquista da
redução
da jornada de trabalho, impulsionadas por sindicalistas anarquistas da
Associação Internacional dos Trabalhadores/1ª Internacional, foram por
ousar
almejar dias melhores CONDENADOS: COM A FORCA, Adolph Fischer (31,
Tipógrafo),
Albert Parsons (39, tipógrafo), George Engel (51, tipógrafo), Hessois
August
Spies (31, jornalista); “SUICIDADO” Louis Ling ( 23, Carpinteiro); 15
ANOS DE
PRISÃO Oscar Neeb (36, vendedor); ´PRISÃO PERPÉTUA Miguel Schwab (34,
encadernador) e Samuel Fielden (39, operário textil) prisão perpétua,

Deles é a frase:. VIRÁ O DIA EM
QUE NOSSO SILENCIO SERÁ MAIS PODEROSO QUE AS VOZES QUE NOS ESTRANGULAIS
HOJE. O
que é verdade pois AOS OUSADOS PERTENCE O FUTURO.

MAS OS PODRES PODERES SE
REGENERARAM

E hoje, longe de podermos
festejar o fim da miséria e da pobreza constatamos que vivemos em um
País, onde
apesar dos discursos dos políticos, governantes e da mídia, 53 milhões de
pessoas vivam na EXTREMA POBREZA, onde a FOME e a MISÉRIA ameaçam as
FAMÍLIAS.
O que resulta nos elevados índices de MORTALIDADE, e de ACIDENTADOS. Resulta
também em um AMBIENTE SOCIAL e ECOLÓGICO DETERIORADO. SEM DIREITOS
SOCIAIS de
PRECARIZAÇÃO impulsionada pela FLEXIBILIZAÇÃO e TERCEIRIZAÇÃO do
trabalho, com
extensas jornadas de trabalho que transformam as pessoas em coisas nas filas
mendigando por atendimento e cuidados médico hospitalares.

DETERIORAÇÃO que atinge os
Serviços Públicos de Transporte, Moradia e Educação, onde penalizados
por um
crime que não cometemos somos jogados em condições imundas de existência,
sujeitos a toda sorte de VIOLÊNCIAS, ESTATAIS e PRIVADAS, as quais somos
submetidos quotidianamente.

HOJE LUTAMOS pela REDUÇÃO da
JORNADA de TRABALHODAS PARA 6 HORAS. QUEREMOS ACABARO COM O MODELO
ASIÁTICO DE
PRODUÇÃO QUE ESCRAVIZA OS TRABALHADORES (pessimas condições de
existência,
baixos salários, jornadas exaustivas de trabalho).

LUTAMOS por um Sistema de JUSTIÇA
SOCIAL e LIBERDADE: construído através da AUTOGESTÃO DOS TRABALHADORES,
que é a
proposta COLETIVISTA destes para a organização da Economia e da Sociedade.

 

O
anarkismo revolucionário

reconstruindo

a
organização livre dos trabalhadores.

 

A
solidariedade local pelo internacionalismo proletário!

 

- A aceitação da máxima da Internacional

 

“a emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios
trabalhadores”.

 

Por um mundo melhor para todos nós.

 

Ação Direta Sindical na construção do socialismo libertário: sem
partido nem patrão!.

 

Sindicato de Artes e Ofícios Vários de Porto Alegre (SINDIVARIOS)

 

Movimento de Reconstrução da FORGS/COB/ACAT-AIT

Federação Operária de Porto Alegre

Federação Operária do Rio Grande do Sul – FORGS

 

Movimento Libertário Brasileiro

Confederação Operária Brasileira – COB

Associação Continental Americana dos Trabalhadores – ACAT

Associação Internacional dos Trabalhadores – AIT (IWA)

 

 

 

MANIFESTO
CULTURAL DO 1º DE MAIO DE 2011 PORTO ALEGRE

 

EXISTEM QUESTÕES DE FUNDO QUE NOS PREOCUPAM E QUE
GOSTARIAMOS DE COLOCAR PARA TODOS E QUE SE LIGAM AO PRÓPRIO OBJETIVO DO
MANIFESTO CULTURAL DO 1º DE MAIO..

 

Estamos muito preocupados com SITUAÇÃO DA POPULAÇÃO
E DA JUVENTUDE SEM EMPREGOS E PERSPECTIVA DE UMA VIDA FUTURA MELHOR PARA
TODOS.


 

PELA VIDA
COMBATEMOS TODAS AS MISÉRIAS.

 

Preocupa-nos a falta de JUSTIÇÃO SOCIAL E A QUESTÃO
SALARIAL que oprime a todos no Brasil e em especial no RS, que tem um dos
mais
baixos salários do Brasil.

 

Nos preocupamos também com suas origens que estão
nas políticas globais e locais do CAPITALISMO, que usam do DESEMPREGO
ESTRUTURAL PLANEJADO e da CRISE FABRICADA pelos CAPITALISTAS para ROMPER
com os
DIREITOS dos TRABALHADORES, CONQUISTADOS HISTÓRICAMENTE, COM MUITO SUÓR,
LÁGRIMAS
E SANGUE.

 

O mais importante sem dúvidas foi o da CONQUISTA
DAS 8 HORAS DE TRABALHO, quando se trabalhava mais de 12 horas diárias, sem
sábado nem domingo livre (até 16 hs).

 

Conquistas que impulsionaram também os Direitos das
Mulheres, das Crianças, dos Velhos e dos doentes.

 

Não esqueçamos que as Crianças foram as primeiras
vítimas fatais da história do Trabalho depois da escravidão.

 

Vitórias que não vieram das benesses dos ricos e
poderosos, foram conquistas sociais históricas que devemos a todos que
lutaram
por melhores condições de vida e trabalho.

 

Lutas que tiveram um ápice em Chicago (EUA), quando
PRESOS em manifestação (1886) pela conquista da redução da jornada de
trabalho,
impulsionadas por sindicalistas anarquistas da Associação Internacional dos
Trabalhadores/1ª Internacional, foram por ousar almejar dias melhores

 

CONDENADOS: COM A FORCA, Adolph Fischer (31,
Tipógrafo), Albert Parsons (39, tipógrafo), George Engel (51, tipógrafo),
Hessois August Spies (31, jornalista); “SUICIDADO” Louis Ling ( 23,
Carpinteiro); 15 ANOS DE PRISÃO Oscar Neeb (36, vendedor); ´PRISÃO
PERPÉTUA
Miguel Schwab (34, encadernador) e Samuel Fielden (39, operário textil)
prisão
perpétua,

 

Deles é a frase:. VIRÁ O DIA EM QUE NOSSO SILENCIO
SERÁ MAIS PODEROSO QUE AS VOZES QUE NOS ESTRANGULAIS HOJE. O que é
verdade pois
AOS OUSADOS PERTENCE O FUTURO.

 

MAS OS
PODRES PODERES SE REGENERARAM

 

E hoje, longe de podermos festejar o fim da miséria
e da pobreza constatamos que vivemos em um País, onde apesar dos
discursos dos
políticos, governantes e da mídia, 53 milhões de pessoas vivam na EXTREMA
POBREZA, onde a FOME e a MISÉRIA ameaçam as FAMÍLIAS. O que resulta nos
elevados índices de MORTALIDADE, e de ACIDENTADOS. Resulta também em um
AMBIENTE SOCIAL e ECOLÓGICO DETERIORADO. SEM DIREITOS SOCIAIS de
PRECARIZAÇÃO
impulsionada pela FLEXIBILIZAÇÃO e TERCEIRIZAÇÃO do trabalho, com
extensas
jornadas de trabalho que transformam as pessoas em coisas nas filas
mendigando
por atendimento e cuidados médico hospitalares.

 

DETERIORAÇÃO que atinge os Serviços Públicos de
Transporte, Moradia e Educação, onde penalizados por um crime que não
cometemos
somos jogados em condições imundas de existência, sujeitos a toda sorte de
VIOLÊNCIAS, ESTATAIS e PRIVADAS, as quais somos submetidos quotidianamente.

 

HOJE LUTAMOS
pela REDUÇÃO da JORNADA de TRABALHODAS PARA 6 HORAS.

 

QUEREMOS ACABARO COM O MODELO ASIÁTICO DE PRODUÇÃO
QUE ESCRAVIZA OS TRABALHADORES (pessimas condições de existência, baixos
salários, jornadas exaustivas de trabalho).

 

LUTAMOS por um Sistema de JUSTIÇA SOCIAL e
LIBERDADE: construído através da AUTOGESTÃO DOS TRABALHADORES, que é a
proposta
COLETIVISTA destes para a organização da Economia e da Sociedade.

 

O anarkismo revolucionário

reconstruindo

a organização livre dos trabalhadores.

 

A solidariedade local pelo internacionalismo
proletário!

 

- A aceitação da máxima da Internacional

 

“a emancipação dos trabalhadores será obra dos
próprios trabalhadores”.

 

Por um mundo
melhor para todos nós.

 

Ação Direta Sindical na construção do socialismo
libertário: sem partido nem patrão!.

 

Sindicato de
Artes e Ofícios Vários de Porto Alegre (SINDIVARIOS)

 

Movimento de
Reconstrução da FORGS/COB/ACAT-AIT

Federação
Operária de Porto Alegre

Federação
Operária do Rio Grande do Sul – FORGS

 

Confederação
Operária Brasileira – COB

Associação
Continental Americana dos Trabalhadores – ACAT

Associação
Internacional dos Trabalhadores – AIT (IWA)

 

Federação
Anarkista do Rio Grande do Sul -FARGS

Movimento
Libertário Brasileiro


More information about the A-infos-pt mailing list