(pt) [Espanha] Crônica da "1ª Feira do livro anarquista" de Compo stela

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2010 - 14:44:57 CEST


Graças à solidariedade e o apoio mútuo, que sempre recebemos, também com o silêncio
dos meios de comunicação oficiais que sempre nos ignoram, teve lugar neste fim de
semana, de 9 a 11 de setembro, a "1ª Feira do livro anarquista" de Compostela, com
um ambiente muito agradável e com boa presença de público durante os três dias do
evento. Assistiram companheiros e companheiras da AIT do Porto e de Lisboa,
distribuidoras como Corsárias, a FIJA (Federação Ibérica de Juventudes Anarquistas),
União Libertária do Ferrol, editora Estaleiro, Aldarull de Barna, a FAL (Fundação
Anselmo Lorenzo), editora Praxe de Compostela e a CNT de Compostela, que organizou a
Feira.
Na quinta-feira (9), com um numeroso público, o companheiro Eliseo Fernández
apresentou "O atraso político de Galiza", última livro de Félix Rodrigo Mora,
editada pela União Libertária de Ferrol, que nos explicou o por quê da obra, que faz
uma dura crítica às teses de  Xosé Manuel Beiras desenvolvidas no seu livro e que
tanta transcendência tiveram no pensamento político posterior, nomeadamente no
nacionalismo e que precisam de uma profunda revisão, para recuperarmos uma nova
olhada desde a perspectiva libertária.

Na sexta-feira (10), o companheiro Xavier Valle apresentou diante de mais de
cinqüenta pessoas o livro comemorativo do centenário da CNT "Cien imágenes para un
centenário", editado pela FAL. Através de imagens o companheiro fez um percorrido
pela história do anarco-sindicalismo mesmo antes da existência da CNT, com a chegada
de Fanelli ao Estado espanhol e a criação da 1ª Internacional, depois passou a
contar-nos as múltiplas vicissitudes pelas quais teve que atravessar a organização,
a criação do "Solidaridad Obrera" em Barcelona, o Congresso de fundação da CNT, a
organização dos Sindicatos únicos, a época da República, a Revolução social e a
guerra civil, a repressão posterior, a guerrilha urbana e rural, o relançamento da
CNT após a morte de Franco, os mitins de Monjüic e Sebastián de los Reyes, o caso
Scala até chegarmos à atualidade.

No sábado (11), à tarde, pois a maior parte do público quis assistir à manifestação
do setor florestal da CNT, Miguel, da editora de Barcelona Aldarull, também com a
presença de numeroso público composto por mais de cinqüenta pessoas, fez a
apresentação da obra coletiva "La Comuna de los Balcanes. Los levantamientos de
Macedonia y Tracia de 1903". O companheiro relatou o conteúdo da obra que trata os
levantamentos anarquistas nesta região tão próxima, mas tão esquecida pelo Ocidente,
em um momento tão convulsivo como no que se desenvolveu.

Mais adiante,  A sociedade secreta La Felguera apresentou às 18 horas uma das suas
últimas edições: "Motherfuckers! De los veranos del amor al amor armado", obra
polêmica de caráter contra-cultural, onde se narra os acontecimentos vividos na
década dos anos 60 e 70 nos Estados Unidos por parte dos Moterhrfuckers, organização
libertária que criou grandes problemas à polícia estadunidense e que foi a origem de
algumas outras organizações e contemporâneo de alguns grupos mais conhecidos por nós
como os Black Panters.

Mais tarde, às 20 horas, realizou-se uma mesa redonda onde a FAL, Aldarull, La
Felguera e Estaleiro, apresentados pelo companheiro Martim de Compostela,
questionaram diversas atuações da edição e distribuição do mundo alternativo
libertário, esta mesa redonda também foi seguida com muito interesse por parte do
público que assistia à Feira, pois são problemas cotidianos aos quais nos
enfrentamos e sem mais tempo do que podíamos dedicar a recolher, pudemos escutar o
violino do companheiro Brais para dar o arremate à "1ª Feira do livro anarquista" em
Compostela no seu Ano "santo" compostelano.

Mais infos e imagens: http://cntgaliza.org/

agencia de noticias anarquistas-ana



More information about the A-infos-pt mailing list