(pt) [EUA] "Morte, morte, morte aos fascistas"

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 30 de Junho de 2010 - 14:18:31 CEST


Sábado, 19 de junho, o Ação Anti-Racista se juntou a um grupo de 30 militantes
anti-fascistas que se mobilizou para confrontar os supremacistas brancos e seus
simpatizantes no encontro das Nações Arianas [considerada a mais virulenta
organização racista dos Estados Unidos] em Gettysburg, na Pensilvânia. Uma licença
foi dada as Nações Arianas para que seus membros pudessem se reunir no parque
estadual, sendo protegidos por muitos policiais e até mesmo pela guarda nacional.
Por causa disto, nenhuma confrontação física pode acontecer entre anarquistas e
membros das Nações Arianas durante o encontro, no entanto, com a brilhante precaução
do serviço de parque e da polícia da Pensilvânia, manifestantes e simpatizantes
foram reunidos na mesma área isolada, o que permitiu uma pequena quantidade de
confrontação física. Pequenos enfrentamentos aconteceram no lugar antes da polícia
de choque intervir e acabar com as brigas, entre os gritos de "Morte, morte, morte
aos fascistas" e "Hey Nazis, Hey nazis, qualé que é, qualé que é, venham para a
nossa cidade e acabaremos com vocês".

Além dos anarquistas estavam também presentes aproximadamente 20 membros do Partido
Trabalhista Progressivo. Eles foram extremamente eficazes marchando em círculos e
reivindicando a responsabilidade por ações que aconteceram 65 anos atrás, mas não
muito mais que isso. Bastante surpreendente foi ver a falta de capacidade dos
supremacistas brancos de se operar um sistema para poder se dirigir ao público: na
área onde estavam manifestantes e simpatizantes, ninguém conseguia escutar uma
palavra do que eles estavam dizendo. Alguns simpatizantes das Nações Arianas foram
seguidos até seus carros e confrontados, então fugiram para buscar a proteção de
mais policiais.Várias fotos foram tiradas dos nazistas que em breve ficarão famosos
na internet, isto se eles já não são.

Foi um fracasso a tentativa das Nações Arianas de divulgar sua propaganda, grande
parte por causa de sua própria incompetência; mas um admirável esforço foi
demonstrado pelo ARA, dado que o evento foi realizado na Pensilvânia e havia uma
quantidade enorme de policiais no encontro.

Nós, do Ação Anti-Racista, aprendemos que a militância é a forma mais efetiva de se
combater as atitudes e grupos de extrema-direta e fascistas, e que a confrontação,
oposta à alcovitice liberal, é um meio muito melhor para acabar com a disseminação
do fascismo em nossas comunidades.

Embora as Nações Arianas seja um grupo marginal, muitas das atitudes que eles
advogam são acatadas por muitos seguidores da festa do chá e um montante
relativamente grande de estadunidenses brancos. Por estas razões, e porque o
fascismo sempre deve ser confrontado, é imperativo que permaneçamos comprometidos
com a ação direta militante contra a ascensão destes grupos e ideologias de
extrema-direita.

Tradução > Marcelo Yokoi

agência de notícias anarquistas-ana

Nuvens,
sem raízes
até que chova.

Werner Lambersy



More information about the A-infos-pt mailing list