(pt) Curtas da Grécia

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 10 de Junho de 2010 - 13:34:21 CEST


Supermercado é expropriado
Ontem, segunda-feira, 7 de junho, um coletivo chamado os "40 ladrões, mas sem Ali
Babá", expropriou um supermercado da rede "My Market", no subúrbio ateniense de
Egaleo. O material expropriado, basicamente produtos de necessidades básicas, foi
distribuído numa praça popular do bairro.
Em Larissa, quatro anarquistas estão sendo processados por terem expropriado um
tempo atrás um supermercado, o julgamento deve acontecer em dezembro de 2010.
******************
Novo espaço ocupado em Tessalônica
Neste último sábado, 5 de junho, foi ocupada a "12º Escola Primária", um amplo
imóvel que estava abandonada há anos em Tessalônica. O objetivo desta nova ocupação
é a criação de uma Escola Auto-organizada e Libertária. Durante o final de semana,
sábado e domingo, foi realizada uma jornada de apresentação do projeto e
reabilitação do local, com um mutirão de limpeza, discussões sobre pedagogia
libertária e uma festa. Diversas pessoas compareceram no evento, inclusive muitos
vizinhos e crianças.

Fotos:

http://athens.indymedia.org/front.php3?lang=el&article_id=1181330
http://athens.indymedia.org/front.php3?lang=el&article_id=1181532

Policiais que mataram Alexis são soltos

Depois de 18 meses em prisão preventiva os policiais Epaminondas Korkonéas, 38 anos,
e seu colega, Vassilios Saraliotis, de 32 anos, que assassinaram Alexis
Grigoropoulos em 6 de dezembro de 2008 no centro de Atenas, foram soltos na
madrugada do último domingo, 6 de junho.

Festival do livro libertário em Tessalônica

De 2 a 5 de junho aconteceu o 1º Festival do Livro Libertário de Tessalônica. Além
das banquinhas de livros e outros materiais, o evento contou com uma série de
palestras e discussões, sob o mote "crise, resistências e utopias".

Liberdade para Pawlak Michal

Michal Pawlak é um anarquista da Polônia que foi preso na Grécia em 6 de dezembro de
2009 durante as manifestações de um ano do assassinato de Alexis Grigoropoulos e a
revolta que se seguiu. Desde então ele permanece na prisão aguardando julgamento.
Como é de costume nestes casos, ele foi acusado pela polícia grega com base em
evidências infundadas e circunstanciais, como por exemplo, a sua camiseta que tinha
um slogan anti-polícia escrito por ele. Nas próximas semanas um conselho de juízes
decidirá se ele permanecerá na prisão.

Para enviar cartas:

Michal Pawlak
Pteriga A
Filakes Koridallou
18110
Koridallos, Athens
Grécia

agência de notícias anarquistas-ana

fim de caminho
o pôr-do-sol começa
dentro de mim.

Luciana Bortoletto



More information about the A-infos-pt mailing list