(pt) [Espanha] Livro sobre "A na bola" ganha versão em castelhano

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 6 de Junho de 2010 - 21:14:25 CEST


[Inicialmente editado na Itália em 2008, o livro "A História e resultados
imprevistos de um símbolo" acaba de ser lançado em castelhano pela Virus Editorial e
Fundação Salvador Seguí, de Barcelona. A obra traz imagens e relatos de vários
autores focando o principal signo dos anarquistas em todo o mundo.]
Pichado sobre as paredes em protesto, mas também estampado em mochilas, camisetas,
pingentes e gorros, inclusive nas roupas masculinas mais íntimas, o "A na bola" é um
símbolo tão conhecido que acabou por ser considerado uma alegoria tradicional da
iconografia libertária.
Na realidade, nos explicam seus criadores, tem pouco mais de quarenta anos: o "A na
bola" nasce como um projeto em Paris, na França, durante o ano de 1964, no interior
de uma pequena rede de jovens anarquistas, mas começa sua vida pública no ano de
1966 em Milão, na Itália, impresso sobre panfletos ou cartazes da Giuventù
Libertaria. Pouco depois, a explosão de 1968 - e a invenção do spray de tinta - fará
circular o símbolo pelas ruas de todo o mundo.

Esta inédita história em imagens, junto aos relatos que o acompanham, repassa sua
surpreendente e, inclusive, sua extravagante difusão planetária, alcançada primeiro
sob o estímulo da paixão libertária e logo pela cultura punk, até sua mais recente
exploração comercial.

Uma viagem pelo imaginário contemporâneo que dá conta das múltiplas interpretações -
freqüentemente inesperadas, talvez contraditórias - de um símbolo nascido com uma
forte conotação específica e transformado com o tempo em um dos signos mais usados
para expressar não tão só Anarquia, mas também revolta, rechaço, anticonformismo e
transgressão em suas mais variadas acepções.

O livro reúne textos de Fulvio Abbate, Pietro Adamo, Adbusters Media Foundation,
Android Tattoo, Roberto Freak Antoni, Amedeo Bertolo, Chris Carlsson, Pino Cacucci,
Marianne Enckell, Goffredo Fofi, Dori Ghezzi, Enrico Ghezzi, Matteo Guarnaccia,
Tomás Ibáñez, Luciano Lanza, Maurizio Maggiani, Yoko Miura, Maria Nadotti, Clelia
Pallotta, Marco Pandin, Andrea Perin, Marco Philopat, Ferro Piludu, Fabrizia
Ramondino, Paolo Rossi, Marco Rovelli, Giorgio Triani, Nicoletta Vallorani, Luca
Villoresi, Wu Ming 1 e Salvatore Zingale.

"Historia y resultados imprevistos de un símbolo"

Virus Editorial - Fundación Salvador Seguí. Barcelona 2010

128 págs. Rústica 19x19 cm

ISBN 978-8492559-14-5

15,00 Euros

agência de notícias anarquistas-ana

A orquídea -
a cada instante
o silêncio é outro.

Constantin Abaluta




More information about the A-infos-pt mailing list