(pt) [México] Convocatória aberta para apresentação de contos curtos e poemas com a temática cárcere, presos e prisão política

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 13 de Julho de 2010 - 12:04:03 CEST


"Náufrago de pálidas arvoradas, ausente em ilhotes de sombras que não são a tua,
busco a palavra, tua palavra, essa que chegará sem que ninguém o saiba, mas que será
como bálsamo prodigioso; para ti, que as escreveu; para mim, que a esperava" -
Miguel Ángel
Queremos convocar a todas aquelas pessoas que sonham e lutam por um mundo novo, as
que não se calam, as que continuam se organizando, as que lutam solitariamente, as
que enfrentam o inimigo reivindicando a solidariedade e o apoio mútuo.  As
convocamos a mais firme declaração de culpabilidade, a aceitar que tem razão e que
sempre tem tido razão os que nos tem apontado e criminalizado.
Senhores e senhoras do poder, não se equivocam: somos culpados, somos perigosos e
estamos armados.

Somos culpados de querer uma sociedade melhor onde possam ser satisfeitas todas as
necessidades, onde não existam diferenças de oportunidades, uma sociedade fora das
submissões cegas, sem dominação, sem exploração. Uma sociedade justa e livre, um
lugar no qual ninguém seja privado de sua liberdade injustamente por manifestar e
lutar por suas idéias.

Somos um perigo porque não nos rendemos, porque não nos cansamos, porque não nos
calamos nem nos esquecemos. Vivemos em qualquer lugar onde as pessoas se levantem
por seus direitos, realizamos ações para defender nossa liberdade, praticamos a
solidariedade, a cooperação, o apoio mútuo e direto, lutamos contra a opressão e a
exploração.  Não está no nosso horizonte esquecer as pessoas presas por lutar. Não
deixaremos nossos irmãos e irmãs na solidão das celas.

Estamos armados com a razão, com a verdade, com a palavra digna e sincera.  Armas
com as quais nunca poderão contar e que nunca poderão vencer.

E agora é o momento de carregar nossas armas, de que estas disparem mil balas em
forma de palavras, de escritos, de poesias, de canções a liberdade e a
solidariedade. Mil disparos que sejam mil abraços, um milhão de mãos estendidas.  É
importante que nossos companheiros saibam que não estão sozinhos, que aqui estamos e
que desde fora seguiremos lutando contra o esquecimento, contra o cansaço e o
desespero.

Convidamos-lhes a fazer uso da mais temível e letal de suas armas: Sua solidariedade
e sua palavra. Dispare sem temor, eu estarei fazendo o mesmo ao seu lado.

Bases da convocatória

1. Os escritos deverão ser apresentados em formato Word ou similar.
2. A extensão máxima será de três páginas tamanho carta.
3. Poder-se-ão enviar dois textos no máximo por pessoa ou coletivo.
4. O idioma a ser utilizado será o castelhano.
5. Apresentar-se-ão em forma escrita ou por via virtual, não serão aceitos vídeos,
nem arquivos de áudio.
6. Somente se aceitam fotografias ou imagens incluídas no documento que sejam
ilustrativas ou referentes ao escrito. (formato jpg, a 200 ou 300ppp)
7. A data limite para a apresentação será em 14 de agosto de 2010.
8. Os escritos devem ser remetidos ao seguinte endereço: cna.mex  gmail.com.
9. A finalidade desta convocatória é a edição de um folheto ou livro (dependendo do
volume de material) com o fim de arrecadar fundos para os presos.
10. Todos os escritos serão doados para este fim sob licença creative commons.
11. Claro que todos os escritos se publicarão mantendo o anonimato, a não ser que se
manifeste o contrário e se respalde com uma autorização.
12. Agradecer-se-á enviar os escritos sem erros de ortografia.
13. O escrito deve se ajustar necessariamente a temática, inspirar-se nela e
refleti-la de alguma maneira.
14. A participação implica o conhecimento e aceitação destas bases.


Cruz Negra Anarquista - México

Tradução > Juvei

agência de notícias anarquistas-ana

O vento leva
as folhas e a poeira...
voam as lágrimas

Karen Aniz



More information about the A-infos-pt mailing list