(pt) Manifestantes bloqueiam o acesso da principal sede atômica do Reino Unido

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 19 de Fevereiro de 2010 - 10:30:10 CET


[de pt.indymedia.org]Agência de Notícias Anarquistas A.N.A
Com a participação de quase mil pessoas de toda a Europa, na terça-feira,
15 de fevereiro, realizou-se com êxito a ação direta de bloqueio da sede
principal do Sistema de Armas Atômicas (AWE por sua sigla em inglês),
situada em Aldermaston, Berkshire, ao sudoeste de Londres.

A ação prolongou-se desde o princípio da manhã até às 14 horas
aproximadamente, com cortes no trânsito das ruas à volta e bloqueios dos
acessos da AWE e acorrentamento coletivo. A polícia britânica agiu com
energia e teve que utilizar diversos instrumentos para cortar as
correntes, tubos e outros utensílios que os e as manifestantes utilizaram
para mostrar a sua determinação para acabar definitivamente com este
símbolo de morte e desperdício que representam as armas nucleares.

A polícia deteve 24 pessoas, mas elas foram liberadas aos poucos, cremos
que sem problemas. Cinco pessoas conseguiram penetrar no complexo militar.

“Este é o maior bloqueio feito desde há muitos anos e reflete o fato de
que a maioria da população está contra que o Reino Unido possua armas
nucleares”, disse uma ativista, acrescentando que a "AWE é responsável
pelo desenho, fabricação e manutenção da nova geração de armas nucleares
do Reino Unido. Todos os milhões de euros mal gastos neste tipo de
atividades deveriam ser investidos na sociedade, e em verdadeiros recursos
que promovam e construam uma sociedade sem desigualdades e pacífica".

“São armas nucleares do Ocidente, armas nucleares da OTAN, armas de
destruição massiva que também merecem ser destruídas porque colaboram para
a manutenção da desordem mundial que tantas injustiças geram. Uma vez mais
denunciamos como desde nosso mundo rico e supostamente civilizado se
prepara a destruição do resto. Uma vez mais, constatamos que a guerra está
mais próxima de nós do que parece”, explica outro ativista
antimilitarista.

Galeria de imagens: http://www.flickr.com/photos/cnduk/

Tradução > Liberdade à Solta

agência de notícias anarquistas-ana

Artigos relacionados:
Um problema mundial chamado NATO



More information about the A-infos-pt mailing list