(pt) Contra o militarismo e a guerra, contra a NATO!

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 1 de Novembro de 2009 - 10:50:49 CET


De 15 a 18 de outubro, uma série de reuniões tiveram lugar em Berlim, na
Alemanha, para discutir a continuação do trabalho contra a NATO
(Organização do Tratado do Atlântico Norte) e contra a guerra no
Afeganistão, depois de Estrasburgo, na França. Um enfoque especial foi
posto na cooperação entre grupos a nível europeu e internacional.
Em 15 de outubro, os grupos que participaram no bloqueio não violento do
FORA NATO/OTAN-ZU, em Estrasburgo, foram: a Werkstatt für gewaltfreie
Aktion Baden, Komitee für Grundrechte und Demokratie, DFG-VK (Alemanha),
War Resisters International, Vredesactie (Bélgica ), AA-MOC (Espanha),
Ofog (Suécia), Trident Ploughshares (Inglaterra), AKL (Finlândia),
Plataforma Anti-Guerra, Anti-Nato (Portugal), Ne zakladnam (República
Tcheca), Mirovna Akcija (Macedônia) e alguns mais. O objetivo da reunião
foi explorar a cooperação européia nos últimos anos e melhorar a
coordenação do nosso trabalho no próximo ano, além de discutir atividades
possíveis de realizar durante a cimeira da NATO em Portugal. Os grupos
presentes decidiram as seguintes atividades conjuntas:
• Participação conjunta no bloqueio da terrível fábrica de armamento
nuclear britânico AWE Aldermaston, em 15 de fevereiro de 2010. Ligada a
esta ação está prevista a organização de um seminário de articulação e
formação;
• Um dia de ações descentralizadas na Páscoa de 2010, com ações em todas
as bases européias com armas nucleares.  Este dia de ação está relacionado
com a conferência de revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas
Nucleares, que terá lugar de 3 a 28 de maio de 2010 em Nova York.  As
ações devem, sobretudo, realçar o papel das armas nucleares na estratégia
da NATO;
• Um dia de ações descentralizadas contra a NATO e infra-estruturas para
as intervenções militares. O grupo espanhol propôs manter este dia
regularmente, mas não houve decisão sobre uma data concreta.
• Ações de desobediência civil durante a cimeira da NATO em Portugal.  Os
grupos estão agora a discutir o que é possível em Portugal.
Além disso, houve muita discussão sobre a questão da violência, em
Estrasburgo e como esta pode ser evitada ou minimizada no futuro.
Numa reunião da Rede Internacional Afeganistão em dia 17 de outubro no
salão municipal de Berlim, mais atividades contra a guerra no Afeganistão
foram acordadas, em especial uma alternativa ou contra-conferência à
conferência internacional no Afeganistão, na Alemanha ou na França,
proposta pelo presidente francês Sarkozy e a chanceler alemã Angela Merkel
para a Primavera de 2010.  Além disso, os dias 8 e 9 de outubro foram as
datas escolhidas para um dia de ação internacional contra a guerra e a
ocupação do Afeganistão.
No fim de semana, 17e18 de outubro, realizou-se uma conferência
internacional de trabalho NÃO À NATO, com mais de 100 participantes. Esta
conferência debateu a continuação do trabalho da Coligação Internacional
Não-à-NATO depois de Estrasburgo. Aqui também a discussão sobre a
violência em Estrasburgo, que teve bastante relevo. Como resultado dessa
discussão foi decidido fazer uma análise de ameaça real para as atividades
futuras e organizar grupos de observadores para documentar a violência
policial e outros ataques. Foi também decidido formar um grupo de trabalho
sobre  formação em não-violência, que será especialmente o trabalho de
treino da diminuição da agressividade.
Além das atividades mencionadas acima, a conferência decidiu pela
realização de uma conferência internacional na Geórgia, em junho de 2010.
Quanto à cimeira da NATO em Portugal, decidiu-se apontar para um conceito
de ação que – do mesmo modo que em  Estrasburgo - incluirá uma
manifestação, um campo de ação, uma contra-conferência e ações de
desobediência civil. Também está prevista a organização de uma Conferência
ativista em Portugal, em setembro de 2010.
A conferência também nomeou um novo Comitê de Coordenação Internacional,
que irá coordenar o trabalho da coligação internacional anti-NATO no
futuro, incluindo representantes da Bélgica, Alemanha, França, Grécia,
Grã-Bretanha, Portugal, Suécia, Espanha, República Checa e dos EUA.
Andreas Speck
I n f o r m a ç õ e s
Coligação Internacional anti-NATO: http://no-to-nato.org (será renovado em
breve)
Páginas da NATO, WRI: http://wri-irg.org/campaigns/shutdown-nato
PAGAN: http://antinatoportugal.wordpress.com/
C o n t a t o s
Aldermaston: Angie Zelter, Trident Ploughshares. Reforest  gn.apc.org ou
info  wri-irg.org de participação internacional
Dia de ação, Páscoa 2010: Vredesactie, hans  vredesactie.be
Ações de desobediência civil em Portugal: War Resisters Internacional:
info  wri-irg.org
Plataforma Anti-Guerra, Anti-Nato (PAGAN - Portugal): pagan  sociofonia.org
Fonte: http://www.wri-irg.org/node/9053
Contra o militarismo e a guerra, contra a NATO: 2ª reunião preparatória em
Portugal
Em finais de 2010 vai realizar-se em Portugal uma cimeira da NATO e está a
desenhar-se na Europa uma vasta rede de organizações contra o militarismo
e a guerra, para os quais a NATO tem oferecido um contributo destacado. A
designação da campanha internacional que se irá desenvolver é: “No to War,
No to NATO”.
O fato de a cimeira se realizar em Portugal coloca a quem aqui reside um
desafio especial e uma obrigação particular de participação no movimento
anti-NATO.
Nesse sentido formou-se, a 30 de Setembro de 2009, em Lisboa, o PAGAN,
Plataforma Anti- guerra, Anti-Nato, tendo dois ativistas estado presentes
de 15 a 18 de Outubro, numa série de reuniões que tiveram lugar em Berlim,
para discutir a continuação do trabalho contra a NATO e contra a guerra no
Afeganistão, depois de Estrasburgo.
A 2ª reunião do PAGAN vai ter lugar em Lisboa, tendo sido feito um apelo à
participação de cidadãos, movimentos sociais, associações e organizações
do Porto, assim como de outras zonas do país.
2ª Reunião preparatória
4 de novembro - 18h-20h
Sede do SPGL (sujeito a confirmação)
Tradução > Emília Cerqueira, ativista da Plataforma Anti-Guerra, Anti-Nato
(PAGAN – Portugal)
agência de notícias anarquistas-ana


More information about the A-infos-pt mailing list