(pt) [Itália] Protesto estudantil em Turim contra o G8 Univer sidades

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 24 de Maio de 2009 - 15:46:46 CEST


[Milhares de estudantes protestaram nesta terça-feira (19) contra a crise
econômica que também afeta as universidades nos arredores da cúpula do G8
Universidades, que contou com a participação de reitores de mais de 40
instituições de 19 países. A intenção dos estudantes era fechar o
encontro, mas foram impedidos pelas forças policiais.]
Os manifestantes lançaram pedras e esvaziaram extintores contra a polícia
em Turim, durante uma reunião entre 40 reitores de universidades dos
países que compõe o G-8 e 19 países em desenvolvimento e industrializados,
em Castelo de Valentino.
A policia antidistúrbios respondeu à manifestação com repressão e bombas
de gás lacrimogêneo. O confronto foi violento, e durou cerca de meia hora.
Milhares de manifestantes, cerca de 10 mil, em sua maioria, estudantes
universitários, tomaram as ruas de Turim em protesto à cúpula de reitores.
Estudantes de outros países se uniram aos italianos desde a Grécia, Países
Baixos e até Inglaterra. Alguns tentaram atacar sedes de bancos. No final,
o saldo de 19 policiais e alguns manifestantes feridos, e outros detidos.
Era o segundo dia de protestos no centro de Turim, que tiveram seu início
na segunda-feira. Foi chamado um contingente de 1000 policiais para
“controlar” aos estudantes. Turim estava completamente blindada e era
impossível andar de carro pelas ruas do centro da cidade. Um estudante
italiano explicou o porquê dos protestos. Afirmou que estavam denunciando
a ilegitimidade deste encontro e das decisões que estão sendo tomadas por
eles. “O conhecimento, ao longo dos anos está se convertendo em uma
mercadoria, e as decisões “globais” de uma minoria, está explorando e
orientando o caminho das pesquisas científicas”, contou.
Outra estudante afirmou que havia ido a Turim porque não estava satisfeita
com a forma de funcionamento das universidades. Disse: ”Esta é uma
manifestação para chamar um tipo diferente de universidade, para fazer com
que os responsáveis pela crise assumam suas responsabilidades e não
descarregá-las debilmente às camadas mais pobres da sociedade, como
estudantes, trabalhadores assalariados e suas famílias.”
Os enfrentamentos em Turim serviram também para se discutir a segurança do
encontro do G-8 que ocorrerá na Itália nos dias 8, 9 e 10 de julho.
Inicialmente, o lugar escolhido foi a ilha da Sardenha, mas desde o
terremoto, o lugar havia sido mudado para L Áquila com a finalidade de
atrair recursos para a região.
Fotos: http://piemonte.indymedia.org/article/5012
Vídeos: http://www.youtube.com/watch?v=waqkOYQ4sB8
http://www.youtube.com/watch?v=0VbGKU6HHuk
http://www.youtube.com/watch?v=pnw672H66gI
Tradução > Palomilla Negra
agência de notícias anarquistas-ana


More information about the A-infos-pt mailing list