(pt) Apelo Internacional por Ações de Solidariedade aos Antifascistas Russos e Ucra nianos em 24 e 25 de maio

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 24 de Maio de 2009 - 14:33:16 CEST


[Na Rússia, somente durante os quatro primeiros meses de 2009 pelo menos
23 pessoas foram mortas e 98 feridas em ataques racistas.]

Nos últimos meses temos visto níveis de repressão sem precedentes contra
o/as antifascistas na Ucrânia e na Rússia. Antifascistas têm sido
incriminados (sob falsas acusações) e punido/as por se defenderem dos
ataques nazistas. Na Ucrânia, o presidente proclamou que os antifascistas
são “extremistas” e ordenou ao serviço secreto (SBU) “investigar
motivações políticas” por trás da morte do ativista nazista Maksim Chayka,
que morreu em Odessa após uma tentativa de atacar 5 antifascistas com seus
15 amigos. Se referindo aos nazistas como “patriotas”, Yuschenko mostrou
sua simpatia com eles.

Logo, o serviço secreto ucraniano, controlado pelo presidente, anunciou
que um partido pró-Rússia estava por trás da morte de Chayka. Obviamente,
este incidente é usado por várias forças políticas para lutas políticas
internas. No dia 22 de abril, antifascistas de Kiev foram seqüestrados,
espancados e transferidos para Odessa, mas finalmente soltos. O SBU está
também bradando que o suspeito assassino de Chayka está escondido na
Rússia, e exigiu sua extradição para a Ucrânia. Mesmo se este for o caso,
é muito pouco provável que ele enfrente uma corte justa e imparcial, dada
as intervenções do presidente.

Enquanto isso, a Rússia, um país que, segundo Yuschenko, está por trás dos
antifascistas na Ucrânia, está também reprimindo os antifascistas com toda
a energia. No dia 21 de abril, o antifascista de Moscou Aleksey "Shkobar"
Olesinov foi sentenciado a um ano de prisão por uma briga em um bar, em
agosto de 2008, que não aconteceu. No dia 8 de maio em São Petersburgo, o
antifascista Aleksey Bychin foi sentenciado a cinco anos de prisão, por
uma briga com dois nazistas (um deles um oficial de polícia), em junho de
2008. No dia 14 de maio, em Kazan, o antifascista Artur Valeev foi
sentenciado a 4 anos de prisão por infligir pequenos machucados em um
nazista que o atacou e mais um amigo em novembro de 2008.

Em Izhevsk, a polícia, na maior cara de pau, cooperou com os nazistas para
fabricar casos criminais contra os antifascistas, e durante o ano passado
mais de 80 antifascistas foram presos por diferentes causas, atualmente
há, ao menos, dois casos graves com seis acusados antifascistas. Em
Vladivostok, os procedimentos da corte estão indo contra Yura M., que
acidentalmente matou um dos dois Nazis que o atacou em novembro de 2008. E
por final, Artyom Lokutov, artista anarquista de Novosibirsk foi acusado
de “possuir drogas”, em uma operação policial descaradamente fabricada
contra a cultura alternativa na cidade como um todo.

A maioria das provocações e repressões contra o/as antifascistas na Rússia
é organizada pelo Centro de Oposição ao Extremismo (CPE), um novo
departamento da polícia fundado em New Year para substituir a velha
Administração da Luta contra o Crime Organizado (UBOP). Já antes desta
“troca”, a UBOP já era notória pelas provocações e, até mesmo,
assassinatos de ativistas políticos, portanto a mudança de nome foi
somente uma confirmação final de que as autoridades estão lutando contra a
oposição política ao invés da máfia.

Mas de qualquer forma, o/as antifascistas não são patrocinados por poderes
do “Oeste” ou do “Leste”, nós somente contamos com o apoio popular ao
redor do mundo. Em face à crescente repressão, e onde os números de
vítimas da violência fascista estão se amontoando (na Rússia, somente
durante os quatro primeiros meses de 2009 pelo menos 23 pessoas foram
mortas e 98 feridas em ataques racistas), antifascistas estão permanecendo
firmes em frente aos ataques de ambos, o Estado e os grupos racistas.
Hoje, a solidariedade internacional aos antifascistas da Ucrânia e da
Rússia é mais necessária do que nunca!

Antifascistas de Moscou, Kiev e de todo o mundo

O que fazer?

Faça uma ação, pequena ou grande, contra as autoridades ucranianas e
russas em sua cidade no dia 24 ou 25 de maio. Se você não tem embaixadas
ou consulados em sua cidade, talvez você possa ter como alvo qualquer
grande negócio ucraniano ou russo, sendo os alvos mais próprios a
corporação Gazprom, que é bem semelhante ao Estado russo. Listas de
subsidiários da Gazprom estão disponíveis aqui:

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Gazprom%27s_subsidiaries

Se você fizer uma ação, por favor, mande uma mensagem para abc-msk (at)
riseup (dot) net

Para maiores informações sobre as recentes repressões:

http://antifa-action.org.ua/

http://avtonom.org/abc

http://www.myspace.com/abcmsc

Uma chamada para ação em Londres, no dia 24 de maio:

http://www.ainfos.ca/en/ainfos22644.html

Tradução > Marcelo Yokoi

agência de notícias anarquistas-ana


More information about the A-infos-pt mailing list