(pt) Ações na Grécia rebelde contra a repressão no México

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 2 de Junho de 2009 - 21:14:40 CEST


Espiral de solidariedade, semente de resistência!
Atenas, Grécia
As companheiras e companheiros de bases de apoio do EZLN...
As companheiras e companheiros da Otra Campaña e da Zezta Internazional...
As companheiras e companheiros da Sexta Comissão e da Comissão
Intergaláctica do EZLN...
A todos os lutadores sociais
Com muita preocupação e raiva nos interamos das intenções e das agressões
que foram cometidas pelas forças policiais e militares, assim como por
grupos paramilitares, contra nossos companheiros e irmãos das bases de
apoio do EZLN e os da Otra Campaña em San Sebastián Bachajón. O objetivo
destas operações é clara: a imposição dos mega-projetos capitalistas –
como a  estrada em San Cristóbal – Palenque-, a destruição da terra e dos
recursos naturais, a submissão, a expulsão das comunidades indígenas em
resistência, o intuito de acabar com a autonomia zapatista...
O poder capitalista revela uma vez mais seus verdadeiro rosto, o da
repressão e da violência, da calúnia e das mentiras, das ameaças, das
torturas e das arbitrárias detenções contra a digna luta zapatista e o
movimento da Otra Campaña, contra cada movimento, cada rebelde e
insubmisso em qualquer parte do México e do Mundo.
A cada dia sofremos aqui, neste rincão do sudeste da Europa, a retaliação
do Estado contra os insubmissos, os imigrantes, todos os que se rebelaram
em Dezembro de 2008, e seguimos lutando por liberdade e dignidade. Mas as
detenções, as torturas, as perseguições orquestradas pelo Estado grego são
respondidas com a construção de novos espaços livres e auto-gestionados:
parques e terrenos recuperados, mais okupas, com a luta pela liberação de
nossos presos, pela defesa da terra e do meio ambiente, pelos direitos dos
imigrantes, dos trabalhadores.
O terrorismo de Estado e do capital, com qualquer cor que se vista, não
tem pátria. Tampouco a rebeldia e a solidariedade. E é este “nós”, os de
baixo, que, como uma ponte, como uma pátria sem nacionalidade, sem limites
geográficos, distâncias ou fronteiras, nos faz mais fortes para seguirmos
lutando pela liberdade, a dignidade, a justiça, e que nos conduz cada vez
mais a descobrir a força e o valor da solidariedade. E é a “falta de
respeito” rebelde, que ridiculariza fronteiras, aduanas, exércitos,
governos, guerras.
Seguimos as ações de difusão e de contra-informação sobre a repressão e
agressões que sofrem nossos companheiros, as bases de apoio do EZLN e da
Otra Campaña de Chiapas, sobre a condição dos presos políticos de Atenco,
de Oaxaca, de Guerrero, de todo o México, junto com os companheiros das
assembléias, solidários anarquistas, antiautoritários e libertários, os
quais somos todos simpatizantes e participantes, às “Edições dos
Estrangeiros”. Organizaram-se eventos de solidariedade que tiveram
projeção com o vídeo “A Autonomia Zapatista”, debates, palestras,
exposições fotográficas, espaços livres e auto-gestionados com os okupas,
parques recuperados, faculdades ocupadas nas cidades de Tessalônica,
Chania com o “Rosa Negra” (Ilha de Creta), Iraklio na okupa “Evangelismo”
(Ilha de Creta), foram entregues panfletos, folhetos, expuseram-se mantos
etc. Pelos próximos dias, estão sendo programados 3 eventos em Atenas: 29
de maio (parque okupado da rua Navarinou Exarjeia), 4 de junho (Okupa
Lelas Karagianni,37), 12 de junho (Okupa do prédio de Prapopulos).
Reiteramos mais uma vez nosso apoio firme e incondicional ao EZLN e às
comunidades rebeldes zapatistas e à Otra Campaña.
Exigimos:
- A liberdade imediata e incondicional dos 7 companheiros presos políticos
da Otra Campaña de San Sebastian Bachajón, dos companheiros de Atenco, de
Oaxaca, de Guerrero e de todo México e do mundo.
- O cancelamento das ordens de prisão.
- O fim das agressões, perseguições e repressão contra as comunidades
rebeldes zapatistas e de todos os rebeldes do México e do Mundo.
- Fim das perseguições dos lutadores sociais.
Liberdade aos presos políticos!
A paixão pela liberdade é mais forte que todos os calabouços!
Para que a rebeldia não passe a ser um conto, uma lenda!
Rebeldia. liberdade, dignidade desde o México até o fim do mundo!
Por um mundo sem patrões, nem escravos, sem policiais, nem exércitos!
Sem cárceres, nem fronteiras!
Até a libertação social mundial, a luta continua!

Tradução > Palomilla Negra
agência de notícias anarquistas-ana


More information about the A-infos-pt mailing list