(pt) [EUA] Grupo de anarquistas de Pittsburgh chama atenção na medida em que a cúpula do G-20 se aproxim a

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2009 - 16:10:27 CEST


Eles talvez não acreditem na autoridade ou em tarefas delegadas, mas no
sábado (1) um grupo de anarquistas abrigou um piquenique perfeitamente
organizado – até a última tigela de salada de massas.
O piquenique realizado pelo Pittsburgh Organizing Group atraiu cerca de 50
pessoas para o Parque Schenley, onde os membros rapidamente dissiparam o
mito de que anarquismo é caos.
“Nós não somos contra a organização”, disse Alex Bradley, 29, de
Bloomfield, ao lado de uma mesa de piquenique meticulosamente forrada com
xícaras, guardanapos, bandejas de bolacha, saladas e melancia. “O fato de
não termos autoridade não significa que nós não possamos realizar um
piquenique juntos”.
Embora este não ter sido o primeiro piquenique do grupo, o evento desse
ano gerou um burburinho porque os membros do grupo estão se opondo a
próxima cúpula do G-20, encontro que será realizado em setembro e trará
para Pittsburgh líderes de todo o mundo.
O grupo, conhecido como POG, não está planejando nenhum protesto contra a
reunião do G-20, mas seus membros podem muito bem apoiar o Projeto de
Resistência ao G-20 de Pittsburgh, uma coalizão de grupos que está
planejando diversas marchas durante a semana do encontro.
Mel Packer do Point Breeza trouxe uma bandeja de charutos de folha de uva
e, embora não sendo um componente oficial do POG, expressou apoio aos seus
membros, que são pessoas jovens que “querem construir um mundo melhor”.
“Tudo isto é parte de um cenário maior que está tentando conduzir a um
mundo mais justo”, disse Packer, 64 anos, antigo presidente do Centro
Thomas Merton em Garfield. “Você tem que olhar para si, no espelho, e
dizer: ‘O que faço para fazer deste mundo um lugar melhor’?”
Assim como piqueniques de verão tradicionais, o evento de ontem incluiu
uma brincadeira com balão d’água e uma corrida de três pernas. O
piquenique também contou com um jogo onde os times respondiam questões
sobre a história do anarquismo colocadas pelo estudante da Universidade de
Pittsburgh, Kenyon Zimmer, de Bloomfield. O anarquismo sustenta que todas
as formas de autoridade governamental são desnecessárias e advoga uma
sociedade baseada sobre a cooperação voluntária, autogestionada.
Joanna Tamburino, que foi escolhida por consenso para falar com os
repórteres, contou que os membros dos grupos se voluntariaram para assumir
as diferentes atividades para o piquenique.
“As pessoas que escolheram as tarefas”, disse Tamburino, 30 anos,
advertindo que o POG não tem nenhum papel de liderança como um presidente
ou vice-presidente. “Não há delegações de tarefas. É um mito que as
tarefas precisam ser delegadas.”
Tamburino também explicou que estava bem ciente das piadas sobre os
anarquistas.
“Como um anarquista arma um piquenique?” ela disse. “Já escutei todos os
tipos de piadas. Mas os anarquistas são como qualquer outra pessoa.
Gostamos de piquenique, brincamos, jogamos... Não somos alienígenas”.
Fonte: Pittsburgh Tribune-Review
Tradução > Marcelo Yokoi
agência de notícias anarquistas-ana


More information about the A-infos-pt mailing list