(pt) APELO INTERNACIONAL DA CNT FRANCESA POR UM PRIMEIRO DE MAIO DE LUTA DE CLASSES

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 22 de Abril de 2009 - 00:01:55 CEST


Hoje em dia a evolução actual da crise do capitalismo coloca os
trabalhadores ante duas opções bem definidas: ou sofrer num sistema
económico e social desigual e autoritário ou, em vez disso, estabelecer as
resistências para impor uma verdadeira repartição das riquezas e que os
nossos direitos e libertadas sejam respeitados.

Nós, abaixo-assinados, sindicalistas revolucionários ou
anarcossindicalistas, fizemos muito claramente a nossa escolha. Não queremos
continuar a negociar a nossa derrota; preferimos, aqui e agora, organizar as
nossas vitórias. E, para tal, somente greves gerais interprofissionais e por
tempo indetermionado, como já se podem observar em vários países, nos vão
permitir derrotar os dirigentes políticos e económicos. Apenas a
solidariedade internacional sem falha de todos os trabalhadores, do Norte ou
do Sul, de Leste ou de Oeste, poderá fazer cambalear o sistema político e
económico que tem esmagado quotidianamente as nossas liberdades e nossos
direitos.

NÃO PAGAREMOS A CRISE DELES !!

As organizações sindicais devem fazer todo o possível para inverter as
relações de força e terminar agora com a chantagem a pretexto da crise e as
políticas de destruíção social. Porque pensamos que a exploração já durou
bastante e porque estamos fartos de trabalhar sempre para aumentar os lucros
deles; porquer exigimos o direito a uma saúde, uma educação e a transportes
de qualidade e públicos; porque exigimos o direito de ciruclar livremente
num mundo sem pátrias nem fronteiras. Por estas razões e por muitas mais,
apelamos à construção de um sindicalismo revolucionário, anti-capitalista e
anti-autoritário, o único capaz de fazer com que as relações de força se
invertam.

Afirmamos pois, sem rodeios nem complexos, que o fundamento de todas as
crises económicas, sociais, ecológicas ou internacionais não é senão o
capitalismo.

Porque afirmamos que por detrás da lógica do lucro se perfila uma lógica da
morte.

Acabemos com o capitalismo AGORA, QUE ESTAMOS A TEMPO.

Imponhamos pela luta sindical e social outro modelo de sociedade, mais
livre mais justo, para que o nosso futuro não seja como o nosso presente e
em versão pior.

Organizações que subscreveram:

CNT (França), Solidaridad Obrera (Espanha), ASSI (Espanha), SAC (Suécia),
Luta Social (Portugal), ASOINCA (Colômbia), CGT (Espanha), ODT (Marrocos),
Iniciativa de l  s Trabajador  s - IP (Polónia), USI (Itália), Confederacion
del sector publico - CSP (Camarões) SISA (Itália), Federacion Obrera de Base
- FOB (Argentina), Espacio Sindical Democratico - ESD (Marrocos), USTKE
(Kanaky / Nova Caledónia), NGWF (Bangladesh), Consejo de los Licéos de
Argelia (CLA), USNTB (Benin), CGT CI (Costa de Marfim), SINALTRAINAL
(Colômbia), Comision sindical de la Via democratica (Marrocos), ESE
(Grécia), IWW (Grã Bretanha e Estados Unidos), ANDCM (Marrocos), Colectivo
de mujeres de Cabilia (Argélia). CGT B (Burkina Faso)

-[versão em português por Colectivo Luta Social]-

Publicada por Luta Social em Luta
Social<http://www.luta-social.org/2009/04/apelo-internacional-da-cnt-francesa-por.html>a
4/21/2009 10:28:00 PM



-- 
Colectivo Anti-Autoritário e Anti-Capitalista
de Luta de Classes, baseado em Portugal
www.luta-social.org




More information about the A-infos-pt mailing list