(pt) [Portugal] Apelo para colaboração para o «Caderno Luta Social» Nº2

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 29 de Março de 2008 - 14:09:49 CET


O Colectivo Luta Social faz um apelo a colaborações com vista à publicação
do segundo «Caderno Luta Social».

O tema central escolhido é o Estado, essa construção complexa e sujeita às
evoluções mais variadas, apenas conservando como referencial imutável a
manutenção do poder nas mãos de alguns.

Podemos questionar-nos acerca da realidade e viabilidade de Estados
-«nações», de construções pluri-étnicas ou pluri-nacionais, ou ainda de
entidades supranacionais e de potências regionais, enquanto estruturações
normativas da vida dos povos.

Podemos fazer a crítica da visão ideológica do Estado como garante da
redistribuição das riquezas. O Estado Providência, ainda invocado nos
discursos, transformou-se paulatinamente no Estado Mínimo, destinado a
conter a revolta dos segmentos populacionais desinteressantes do ponto de
vista do capital – os reformados, os desempregados, os estudantes, os pobres
em geral.

Podemos analisar os casos particulares das transformações ocorridas na Saúde
e na Educação.
Ou como a Segurança social se transformou num instrumento de pressão para
que o trabalhador desempregado aceite a desqualificação de um emprego
qualquer, sob chantagem.
Ou ainda como as pensões de reforma se foram rapidamente reduzindo, a
pretexto da falácia do aumento da esperança de vida e da redução da
natalidade.

Qual o papel das forças armadas e de segurança em geral no contexto actual
da fusão de ambas as suas funções, num panorama esquizofrénico em torno da
ameaça terrorista e da criminalidade?

Quais as novas formas de que se vem revestindo a ligação entre o capital e o
aparelho de Estado, com os mecanismos de contratualização, privatização,
parcerias público-privadas, adjudicação de serviços, etc.?

Qual o papel do Estado na formação da ideologia dominante, do consumismo, da
teologia de mercado, da sacralização da concorrência, da atomização do
indivíduo enquanto trabalhador e sua agregação enquanto massa de
consumidores?

Finalmente, encaramos também com particular interesse, estudos de formas de
organização da humanidade que apontam para a dispensabilidade dessa
construção chamada Estado, mormente na sua forma capitalista de hoje. O
estudo de alternativas organizativas para a produção e para a gestão da
sociedade constituem formas de afirmação do pensamento libertário junto dos
leitores dos Cadernos, em clara confrontação com as várias apresentações de
um papel supostamente insubstituível do Estado, nomeadamente provenientes de
quem admite uma sua mudança regeneradora.

Para que este «Caderno Luta Social» reflicta a diversidade de ângulos sob os
quais se pode observar a actualidade e a vertente histórica do Estado,
apelamos a todos os interessados para indicarem artigos (ou o título e um
breve resumo do tema) com que se possam comprometer para a elaboração do
Caderno (pedimos aos nossos colaboradores para consultarem os critérios
abaixo transcritos *).

Os artigos deverão ser entregues na sua forma final até 30 de Abril.
Gostaríamos de receber as propostas no prazo mais curto possível, para o
endereço de e-mail seguinte: iniciativalutasocial  mail.com

Um abraço solidário do Colectivo Luta Social.








..

****Cadernos "LUTA SOCIAL" - Critérios para Publicação*

*1. O conteúdo dos Cadernos deve inserir-se no âmbito dos estatutos do
colectivo LUTASOCIAL.*

*1.1. Os Cadernos visam constituir uma expressão da secular luta de classes
e do combate anti-autoritário, contribuindo para a reflexão e o debate sobre
os mesmos, dando relevo à divulgação da voz de quem não tem voz;*


*2. A** colaboração nos Cadernos está aberta a quem neles queira intervir,
dentro dos seguintes procedimentos:*

*2.1. Qualquer texto proposto para publicação será objecto de análise pelo
colectivo LUTA SOCIAL*

*2.2. Aspectos que estejam em contradição com os princípios que enformam os
estatutos do colectivo serão objecto de diálogo com o autor do texto
proposto;*

*2.3. O colectivo LUTA SOCIAL poderá fazer acompanhar a publicação desse
texto dos comentários que entender necessários, frisando assim os objectivos
de debate e reflexão do colectivo;*

*2.4. Em caso de recusa de publicação, o colectivo LUTA SOCIAL não deixará
de expor ao autor do texto os motivos dessa recusa.*


*3. Os artigos não assinados são da responsabilidade do colectivo LUTA
SOCIAL; os que forem assinados são da responsabilidade do seu autor.*

-- 
Colectivo Anti-Autoritário e Anti-Capitalista
de Luta de Classes, baseado em Portugal
www.luta-social.org




More information about the A-infos-pt mailing list