(pt) Preparando o XXIV Congresso da AIT - Brasil 2008

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 23 de Junho de 2008 - 08:09:53 CEST


AIT-IWA
Faz 85 anos:

O CONGRESSO FUNDACIONAL DA IWMA É INTERROMPIDO DUAS VEZES POR INVASÕES DA
POLÍCIA

Quando a Internacional sindicalista IWMA (hoje IWA-AIT) celebrou seu
Congresso fundacional, na passagem dos anos 1922 a 1923, o fez sob um pano
de fundo de grandes convulsões. A Primeira Guerra Mundial havia terminado
poucos anos antes, uma Guerra que foi seguida de imediato pela
disseminação dos movimentos revolucionários em uma série de países,
estabelecendo tendências duradouras no desenvolvimento do mundo.



Durante a Guerra a internacional social-democrata colapsou e seus partidos
afiliados deixaram o internacionalismo de lado. Sob a liderança de seu
presidente belga, Emile Vandervelde, deram apoio ativo à Guerra, cada
partido defendendo seu próprio país. O sindicato internacional reformista
entrou em falência pouco após, mais ou menos ao mesmo tempo.



Após o final da Guerra, começaram as tentativas de reconstruir as
organizações internacionais. A internacional comunista foi organizada em
um Congresso em Moscou, em 1919, como continuação da chamada
‘internacional de Zimmerwald’, que havia sido estabelecida durante a
Guerra. O sindicato internacional foi restabelecido no mesmo ano, num
Congresso em Viena, com o austríaco Friedrich Adler como promotor. Esta
organização se fundiu com a internacional social-democrata em 1923.



Por iniciativa comunista, o Congresso de Moscou de 1921 fundou o chamado
Sindicato Internacional Vermelho. Esta organização fez grandes esforços
para atrair membros sindicalistas, porém as organizações sindicalistas a
rechaçaram, ao no querer se fechar em um sindicato internacional conduzido
por um movimento político, uma organização política, no caso os
comunistas.



Durante os dias 25 de dezembro de 1922 a 2 de janeiro de 1923, delegados
de dez países, representantes de cerca de dois milhões e meio de
trabalhadores organizados, celebraram um Congresso em Berlim. Foi neste
congresso onde se fundou a Internacional Sindicalista IWMA.



O Congresso não pode, é claro, trabalhar sem distúrbios. Todo cuidado era
pouco, por que alguns dos delegados tinham que chegar até o local do
Congresso de forma ilegal, sem o conhecimento da polícia. No primeiro dia
o Congresso teve lugar em um edifício na periferia de Berlim. O plano era
continuar o Congresso, no dia seguinte, em outro local, porém a política
estava cercando e já na pista dos delegados – que tiveram de receber uma
mensagem secreta para reunir-se em um terceiro lugar, em
Nieder-Schonweide, em outra região de Berlim. Os trabalhos se iniciaram e
prosseguiram até a tarde, num momento em que a policia entrou
repentinamente no edifício e quis ver os papéis de identidade de todos os
delegados. Os companheiros alemães protestaram fortemente e exigiram que a
polícia mostrasse os documentos e as ordens, que permitiam aquela atuação.
Como não tinham nenhuma autorização judicial, conseguiram a que a tropa se
retirasse, deixando alguns soldados na porta do prédio, enquanto
providenciavam os documentos. Os delegados do Congresso então, forçaram a
saída do prédio, empurraram e derrubaram os soldados e sumiram.



O Congresso se reuniu de novo no dia seguinte, desta vez perto de
Alexanderplatz, no centro de Berlim, , não longe dos quartéis da polícia.
Neste edifício o Congresso procedeu, sem interrupção, durante várias
jornadas. Porém um dia, antes do meio-dia, houve um novo ataque policial.
O edifício inteiro estava rodeado de policiais com rifles, revólveres e
granadas em seus cinturões. Entraram pela força na sala de reunião, onde
os delegados levantaram grande alvoroço e protestaram fortemente. Um
delegado sem papéis saltou por uma janela mas foi derrubado por um
policial e preso na rua. Um delegado polonês, que também não tinha papéis,
resistiu à policia e foi posto fora de combate. Uma delegada francesa se
lançou então atingindo com um murro no rosto de um oficial da polícia. 
Foi arrastada e transladada, juntamente com outros companheiros, para a
prisão de Moabit. Todos e cada u dos delegados foram minuciosamente
registrados e fichados. Entre os delegados se encontrava Emil Manus, que
representava a Dinamarca e Noruega, e Edvind Lindstam e Frans Severin, que
representavam a SAC. Também estiveram presentes outros 2 membros da SAC,
não como delegados, senão como membros individuais, passando por Berlim em
viagem para Paris. Mais tarde se tornaram conhecidos escritores, Eyvind
Jonson e Victor Vinde, o último vários anos depois se tornou no editor do
‘Stockholmstindnigen’.



Depois de tudo isso a polícia deixou em paz a reunião e o Congresso
continuou. Tendo sido formalmente fundada a “Associação Internacional dos
Homens Trabalhadores – IWMA, na sigla inglesa – (desde 1974, Associação
Internacional dos Trabalhadores-International Worker’s Association –
AIT-IWA), a Internacional Sindicalista continuou funcionando durante a
Segunda Guerra Mundial, quando as outras internacionais voltaram a
colapsar, e, hoje em dia continua com sua atividade.



John Andersson

De “Solidaritet” Agosto-Setembro 1959



* Nota de esclarecimento sobre o nome IWA-AIT (NSF-AIT)
______________________________________________________________________________

"A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios tabalhadores!"

FOSP - Federação Operária de São Paulo.
E-mail: fospcobait  yahoo.co.uk
http://fospcob.blogspot.com/
Filiada a:
COB - Confederação Operária Brasileira.
E-mail: cobforgs  yahoo.com.br
http://osyndicalista.blogspot.com/
http://cob-ait.revolt.org/

ACAT - Associação Continental Americana dos Trabalhadores.
AIT-IWA - Associação Internacional dos Trabalhadores.

Movimento Pela Reativação da COB/AIT - 22 anos de luta autônoma!(1986-2008)
http://www.grupos.com.br/blog/sindicalista.2001/






More information about the A-infos-pt mailing list