(pt) [Brasil] A PLEBE nº49 - MEMÓRIA OPERÁRIA: Greve Geral de 1 917 em Cam pinas

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 14 de Março de 2007 - 07:58:46 CET


A PLEBE nº49/Março-2006 A.C.A.T. SEM PARTIDO NEM PATRÃO!
Órgão de Divulgação do SINDIVÁRIOS/Federação Operária de São Paulo
(FOSP/COB ? Fundada em 1905 )
A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores. @
Ligada a Associação Internacional dos Trabalhadores (A.I.T.-I.W.A.)
*Caixa Postal: 1933/CEP: 01009-972/São Paulo-SP*(fospcobait  yahoo.co.uk)
***MEMÓRIA OPERÁRIA: 90 ANOS DA GREVE GERAL DE 1917***

MEMÓRIA OPERÁRIA: Greve Geral de 1917 em Campinas

?...a força, como era do seu dever e, seguindo instruções precisas que lhe
dei, repeliu com energia o ataque {...} dos desordeiros que começam a
levantar os trilhos da linha da Companhia Paulista na vizinhança da
cidade, acumulando dormentes e pedras no leito da estrada {...} e atiraram
pedras e dispararam tiros de revólver e carabina contra os soldados da
Força Pública {...} e por informações recebidas, os indivíduos mortos e
feridos não são operários...? Delegado Geral de São Paulo Thyrso Martins
defendendo o uso da violência policial.

Não foi encontrada nenhuma arma com os manifestantes!

Os mortos: Tito Ferreira de Carvalho, 67 anos, Antonio Rodrigues, 24 anos
e Pedro Alves, 18 anos, trabalhavam regularmente na MacHardy (ferrovia) e
na Companhia Mogiana (ferrovia).

Os ?desordeiros?, todos trabalhadores em greve, paralisaram a cidade de
Campinas em 16 de julho de 1917, em conseqüência da grande greve em São
Paulo, iniciada em 09 de julho de 1917, também com mortos e feridos.
Durante o dia foram feitos comícios e passeatas, reivindicando reajuste de
20%, redução da jornada de trabalho e melhor condições de trabalho (90
anos depois, continuamos nas mesmas reivindicações!). À tardinha, a
polícia prendeu um dos articuladores das ações, o anarquista sindicalista
Ângelo Soave e o envia para São Paulo, via trem. Os manifestantes
solidários aos princípios de ação direta e justiça ocuparam a linha
impedindo a saída do trem-prisão. A força policial, instruída a usar de
energia e rigor, o que vale dizer, violência que lhe é peculiar (certas
coisas não mudam!), dispersa os manifestantes a bala. Os resultados de
tais atrocidades são inúmeros feridos e 3 mortos.

A sociedade e imprensa campinense ficaram indignadas com a atitude da
polícia, que embora afirmasse que o movimento era de desordeiros estranhos
aos operários, não conseguiu provar suas afirmações.

Estes fatos ocorreram antes e voltaram a ocorrer depois, e se nossa classe
não se unir de forma revolucionário e romper com o sistema opressor e
explorador, acontecerão ainda muitas vezes. Lembremos a Internacional:
?Bem unidos façamos, nesta luta final, duma Terra sem amos, a
Internacional!?

Núcleo pró-SINDIVÁRIOS Campinas-FOSP/COB-ACAT/AIT


FOSP - Federação Operária de São Paulo.
Filiada a:
COB - Confederação Operária Brasileira.
ACAT - Associação Continental Americana dos Trabalhadores.
AIT - Associação Internacional dos Trabalhadores.






More information about the A-infos-pt mailing list