(pt) Portugal- Encontro europeu da FESAL-E noticiado por agência oficiosa portuguesa

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 18 de Setembro de 2005 - 20:02:12 CEST


[Nota do Editor de A-Infos: esta notícia está eivada de incorreções e de
falsidades; os leitores de A-Infos podem reportar-se ao comunicado
publicado em http://www.ainfos.ca/pt/ainfos02803.html e outros no site 
http://www.fesal.it/]

 Educação: Federação Europeia de Sindicalismo Alternativo formaliza secção
em Lisboa
Lisboa, 16 Set (Lusa) - A secção portuguesa da Federação Europeia de
Sindicalismo Alternativo (FESAL) é oficializada este fim- de-semana em
Lisboa, num encontro que se destina a promover a defesa do sector da
Educação através de um "sindicalismo de combate".  O encontro, que
decorrerá na Biblioteca Museu da República e Resistência, reúne dirigentes
sindicais de Espanha, Itália, Suíça, França e Eslovénia, países que
integram desde há três anos a FESAL.  O sindicalista Goulart Medeiros
explicou à agência Lusa que a FESAL é uma estrutura sindical anárquica,
"que se opõe a qualquer governo" e não está afecta a nenhum partido. 
Segundo Goulart Medeiros, a federação europeia pretende "abranger toda a
classe trabalhadora, mas neste momento as atenções estão centradas na
Educação".  O núcleo português da federação europeia, formado por sete
pessoas e com sede em Lisboa, pretende aprovar este fim-de-semana os
estatutos da estrutura e "aprofundar a situação das lutas pela educação e
contra a sua privatização".  Sobre a actual política educativa portuguesa,
Goulart Medeiros reservou comentários para o momento da reunião, mas a
carta de princípios defende uma "alternativa à hegemonia" dos sindicatos
que já existem em toda a Europa e em Portugal.  A FESAL critica a actuação
destas estruturas sindicais, membros da Confederação Europeia de
Sindicatos, por se pautarem na área da Educação "pelo mais desbragado
conluio com os poderes".  Além dos dirigentes dos vários núcleos europeus
da FESAL, Goulart Medeiros espera a presença de cerca de 200 pessoas,
apoiantes da anarquia, de Lisboa, Porto, Coimbra, Leiria, Seixal e Guarda.
SS.




More information about the A-infos-pt mailing list