(pt) [Brasil] Entrevista com o Coletivo Zumbi dos Palmares-Al

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 4 de Outubro de 2005 - 01:07:10 CEST


Entrevista realizada pelo Coletivo pró organização Anarquista em Goiás
1) Como e quando surgiu o CAZP?

O nosso coletivo surge em meados de março de 2002, sendo fundado por
estudantes, alguns já militantes do movimento estudantil e outros que se
aproximaram. Desde seu inicio se tinha como idéia uma atuação de inserção
social, porém naquela época a leitura era pouca. Hoje estamos mais firmes
quanto aos nossos propósitos.


2) Quais são as perspectivas de luta do CAZP para um curto período de tempo?

Dado a composição do grupo, por uma questão de circunstâncias, não de
princípios, nossa perspectiva de luta esta voltada ao movimento
estudantil, mas procurando costurar uma militância fora desse âmbito.
Depois do III FAO iniciamos um processo, que é constante, de (re)discussão
da nossa militância e também algumas questões referentes a organização de
nosso coletivo o que conseqüentemente reflete em nossas concepções de uma
organização anarquista, coisa que em nossa carta de princípios falhava,
como a unidade de ação, método decisório e critério de ingresso. Vemos
como fundamental estarmos nos dedicando para a construção do FAO, em
especial no Nordeste, para que mais grupos/indivíduos venham a se envolver
com este projeto.


3) Como os compas analisam toda essa crise política que o Brasil vive?

É a constatação de que qualquer vinculação de luta pela via eleitoral,
remete a um progressivo distanciamento dos ideais socialistas e sujeição
ao jogo parlamentar (corrupção). Muitos a partir do momento que quiseram
se diferenciar do “socialismo real”, mas assumiram a consigna de
“socialismo democrático”, não rompendo com o paradigma de Estado, levou a
uma forte e irreversível guinada a direita. Essa é a história do PT e de
tantos outros pelo mundo. A nós anarquistas, cabe fortalecermos nossos
métodos e ideais junto a luta popular, de base, pois só ela pode decidir a
favor dos trabalhadores. Qualquer concessão a política burguesa (mesmo
concebendo eleições como uma questão tática) se enquadra no reformismo. A
saída deve ser fomentando os métodos revolucionários, fundamentalmente no
povo organizado em luta tendo seu protagonismo nela garantido.


4) Nós fale um pouco das experiências de atuação social que o CAZP já teve
e tem.

Como já colocado, nossa militância encontra-se hoje centrada no movimento
estudantil, mais especificamente fincada na Comuna Estudantil (grupo
formado por socialistas revolucionários em geral) e junto as entidades de
base. Fora deste meio, já tivemos uma experiência na Vila Emater,
localizada ao lado do aterro sanitário de Maceió onde muitos trabalham
como catadores de material reciclável. Iniciamos um projeto de
alfabetização de jovens e adultos que durou apenas cerca de 2 meses embora
nosso contato com a comunidade tenha durado pelo menos 1 ano , mas acabou
sendo abortada por uma série de dificuldades que vão desde a falta de
estrutura a própria dificuldade nossa de naquele momento manter nossa
militância.


5) Deixem um recado para os compas de todo Brasil.

Saúde e disposição. Anarquismo é luta!!
____________
Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares
Cx. Postal 136 CEP: 57020-970 Maceió-AL
Email:  cazpalmares  hotmail.com


 Email:: proorganarquista_go  riseup.net






More information about the A-infos-pt mailing list