(pt) NOS 100 ANOS DA COB/AIT : Federação Operária do Rio de Janeiro

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 29 de Novembro de 2005 - 23:12:41 CET


Federação Operária do Rio de Janeiro
Rio, outubro de 1923
  Prezados companheiros:
              A moção seguinte foi approvada unanimemente quando a 18 do
mez p. passado se realizou a installação solemne desta
federação. Publicamol-a na imprensa mas tudo faz crer - é
mesmo certo - que o nosso apello não tenha chegado ao
conhecimento da maior parte daquelles a quem nos dirigimos.
Eis porque a convertemos nesta circular. Esperamos que nos
comprehendaes e façaes tudo para compreheneder nossa
incitação e aos esforços que aqui realizamos pela
reorganização aos trabalhadores do Brasil. Eis a moção:
              A Federação Operaria do Rio de Janeiro, iniciando
solemnemente uma nova phase de organização syndical vem
concitar-vos a abandonar o estado de lethargia a que quasi
todos os trabalhadores do Brasil se entregam há mais de dois
annos, e a vir decididamente trabalhar connosco na
formidavel obra que devemos levar a effeito, reorganizando
os trabalhadores da extensa região brasileira. Nunca, como
agora, se impoz a necessidade de congregarmos em torno do
nosso rubro pavilhão para oppor forte, indestructivel
barreira á ganancia capitalista, que nos assorbeba a todos,
e á invasão retrograda do conservantismo que em volumosas
ondas ameaça submergir o fragil batel das reivindicações
proletarias. Ainda há pouco tempo, eram as leis sceleradas
apontadas como recurso do conservantismo, contra as
nascentes conquistas libertarias. E hoje após um volumosos
acervo de antiquadas tyrannias resuscitadas, desaparecem, na
innundação avassaladora do retrocesso, o direito de reunião,
o direito da livre associação, o direito da livre
manifestação do pensamento.
  A exploração é a lei!
  A greve, eis o crime!
  A submissão, o servilismo, a bajulação - a moral.
  A independencia, a dignidade, a rebeldia - o delicto.
  É o regimen feudal que se impõe. Os de sangue "azul", são hoje os
pergaminhados, os titulados, os endinheirados. Contra essa nova casta de
exploradores, levantemo-nos, qual novos Espártacos, armados da rebeldia
constructora, esclarecidos á luz vivificante do Ideal, na barricada da
Emancipação humana!" Domingos Passos, secretario do Comité
  Moção publicada na Secção Trabalhista do jornal A Pátria (Rio de
Janeiro), no dia 18 de outubro de 1923. Esta moção já havia sido
publicada no dia 18 de setembro, porém sem a chancela de Domingos
Passos. Junto a esse texto, veio o selo confederal da FORJ, com seu lema
"Bem Estar e Liberdade". F.O.R.J. - O Comité Federal da FORJ reune-se
amanhã, segunda-feira, as 20 horas, na séde da Associação dos
Carpinteiros Navaes, á rua da Saúde 345 sobrado. - Domingos Passos,
secretario adjunto. Nota publicada na Secção Trabalhista do jornal A
Pátria (Rio de Janeiro), de 11 de novembro de 1923.




More information about the A-infos-pt mailing list