(pt) A BATALHA , N. 213: A questão da seca

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 9 de Novembro de 2005 - 20:50:04 CET


Por Normélia Farias
Infelizmente não é só Portugal que vive a problemática da seca como
indústria de interesses de alguns. Aqui, no Brasil, a seca no nordeste se
tornou uma questão política, uma máquina de fazer votos em época de
eleições. Os nordestinos, acometidos pela falta de água em um país em que
sobrevivem importantes rios, fogem para o sudeste e lá, formam imensas
favelas, sobrevivendo em situações precárias. Muitos, se acolhem nas ruas
e viram mendigo em um país tão rico como este. Sabemos que o governo não
tem interesse em solucionar este "problema", pois preferem comprar um povo
sofrido e faminto com cestas básicas e "cartões família", uma espécie de
esmola, que resolver um problema não mais natural e sim, político. É
lamentável ver um povo trabalhador, de pele curtida pelo sol, mãos
calejadas do trabalho na terra árida, que como Asa Branca, só se desfaz da
sua terra por não encontrar mais como sobreviver, fugir em meio a
lágrimas, em um caminhão "pau de arara", em busca de uma terra nova. E o
que faz o nosso governo? Fechar os olhos e vestir uma máscara de salvador
da pátria ao se aproveitar da bondade deste povo brasileiro. E o
nordestino, na sua ingenuidade, acredita em promessas vãs que nunca se
realizam e assim, o nordeste brasileiro se torna palco do grande circo
montado pelos nossos políticos que só visam o poder e que acabam caindo no
ridículo do "mensalão" e do "mensalinho", actuais vergonhas do país. Fico
a me perguntar "que país é este" que vê seus filhos "valentes" na guerra
da sobrevivência sendo lançados no lamaçal humilhante do estender de mãos
nas ruas ou à espera das migalhas governamentais.
Com isso, não é só Portugal que, lamentavelmente, vive uma situação
lastimosa da seca em virtude dos interesses de poucos. É preciso que o
povo acorde e dê um basta nesta vergonha e perceba que não é ele que
precisa dos políticos, detentores do poder monetário é sim, eles que
precisam do povo.




More information about the A-infos-pt mailing list