(pt) [Brasil] MEMÓRIA DE LUTAS: TODO DIA É DIA DE INDIO!

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 13 de Julho de 2005 - 22:09:23 CEST


[de cldvulg-a-bol.com.br]
10 de julho de 1562
Não podemos esquecer.
Há 443 anos, o herói Guaianá, Cacique Piqueroby
chegava a Aldeia de Pinheiros depois de três dias de
caminhada e flutuando em canoas cedidas pelos
Tupinakis de baixo.
Trazendo o seu irmão caçula Araraí e o seu sobrinho
Jaganharo chefiando a Intentona Indígena para obrigar
os lusos a descerem do planalto e deixar Piratininga.
Revoltado com a escravidão indígena, com as doenças
trazidas pelos invasores brancos e a matança, de forma
selvagem, pelas mãos assassinas dos bandeirantes,
Piqueroby juntou Tupinambás, Guaianás Tamoyos,
Tupinakis de baixo, Guaranis e Karijós.
Os revoltosos saíram de Tapijrama, superfície de
restinga de Itanhaém; subiram a serra, atravessaram
Curucutú no Planalto, desceram o rio Embu-Guaçú,
atravessaram Guarapiranga e ao chegarem à Aldeia de
Pinheiros, onde foram traídos por Tibirissá (irmão de
Piqueroby), Cayoby (Idem) e Tamandiba (Chefe dos
Tupinakis de Cima).
Emboscados por grupos com armas de fogo chefiados por
João Ramalho e Manoel da Nóbrega.
Os revoltosos foram obrigados a recuar com muitas
baixas, entre elas: Jaguanharo, o valente e jovem
índio que ao lado do seu pai e tio, não resistiu aos
ferimentos e morreu.
Este episódio dos índios paulistas não pode ser
esquecido.
A mentira sempre quis acoberta-lo.

Nossa homenagem àqueles que a história não quis
registrar ou, quem contou, escreveu tudo ao contrário.
A verdade sempre aparece. Falsos cordeiros: chegou a
hora de tirar suas máscaras.


More information about the A-infos-pt mailing list