A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ _The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours | of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) France, UCL - Comunicado de imprensa UCL, A parar para avanzar: apoio incondicional ao povo colombiano (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

Date Wed, 12 May 2021 11:10:33 +0300


Diante dos ataques cada vez maiores da burguesia, o povo colombiano levanta a cabeça desde 28 de abril de 2021. Com o slogan "Um parar para avanzar, viva el paro nacional" (Paramos / fazemos greve para seguir em frente, viva a greve geral), as classes populares se insurgiram contra uma reforma tributária iníqua, que pretendia reduzir ainda mais suas escassas receitas por meio de uma série de impostos, impostos que afetam principalmente as despesas dos mais pobres: aumento dos impostos sobre alimentos básicos, combustíveis e necessidades mais básicas.
O Comitê de Greve Nacional, formado por organizações sindicais, camponesas, indígenas, políticas e associativas, convocou uma greve geral para o dia 28 de abril, a qual foi muito bem acompanhada e renovada. A greve se espalha a cada dia, e muitas cidades do país estão bloqueadas por manifestantes, que se organizam em comitês de bairro para se defenderem dos ataques das forças repressivas e bloquear estradas.

Como sempre, a repressão atingiu o movimento social com uma violência incrível. A polícia abriu fogo contra os manifestantes, o Estado mandou o exército para as ruas ... Já foram mais de quarenta mortes por arma de fogo por causa da polícia, e já cerca de sessenta pessoas foram trazidas à tona.

No domingo, 2 de maio, o governo anunciou que estava retirando seu projeto de reforma tributária e o Ministro da Fazenda renunciou. Mais uma vez, a experiência confirma o que os libertários sempre sustentaram: apenas a luta compensa.

A burguesia, assustada com o povo que dá sinais de seu poder, esperava, com a retirada da reforma, que todos voltassem para casa com sabedoria. Isso sem levar em conta a determinação dos operários, dos camponeses e da juventude, conscientes de que a reforma é apenas um aspecto mínimo do sistema que a oprime: a greve não parou, pelo contrário, cresce a cada dia. dia. As assembleias populares pedem agora a retirada de uma reforma neoliberal do sistema de saúde, que deixou milhares de mortos desde o início da pandemia, as reformas sociais estruturais e a saída do governo de extrema direita.

A União Comunista Libertária apóia os colombianos em sua luta e apela para que se juntem às iniciativas de apoio nos próximos dias. Contra a repressão e na luta por um futuro melhor, nossa solidariedade de classe é perfeita ! Só a luta compensa !

¡A parar para avanzar, viva el paro nacional !

União Comunista Libertária, 9 de maio de 2021

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?A-parar-para-avanzar-soutien-inconditionnel-au-peuple-colombien
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center