A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ _The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours | of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) acat-ait: 1º DE MAIO NÃO É FESTA! 135 ANOS DA "GREVE GERAL ATÉ A CONQUISTA" Por Manuel VILLAR

Date Wed, 12 May 2021 11:05:01 +0300


A 135 anos, o 1º de Maio é um símbolo da luta contra a opressão. A celebração universal desta data relembra os crimes perpetrados pelos defensores do liberalismo no mundo capitalista. ---- A declaração da ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DOS TRABALHADORES (A.I.T) no seu 1º Congresso (Suiça,1866) de que "A REDUÇÃO DAS HORAS DE TRABALHO É O PRIMEIRO PASSO DA EMANCIPAÇÃO OPERÁRIA", e à decisão do 4º Congresso da Federação de Agrupamentos do Comércio e Uniões dos Trabalhadores dos EUA (Chicago, 1884), de "PROCLAMAR UMA ‘GREVE GERAL ATÉ A CONQUISTA" para o 1º de Maio de 1886 foram seus marcos iniciais; ---- Reivindicavam melhores condições de vida, através da redução progressiva das jornadas de trabalho. Inicialmente das 16h para as 8h diárias (48 semanais) que continua até os dias de hoje quando se luta pelas 6h diárias (30 semanais) sem redução salarial; e por melhores condições de trabalho entre elas as férias pagas em dobro, o salário profissional, a meia jornada de trabalho para os jovens poderem estudar, a aposentadoria, as creches nas empresas, a assistência médica e hospitalar, a igualdade de direitos e à justiça para todos trabalhadores, homens, mulheres e crianças.

Naquela data 340 mil trabalhadores revoltados com a exploração dos patrões decidiram recuperar através da Ação Direta, o que lhes pertencia.

No quarto dia de paralisação pacífica, durante uma manifestação, na praça Haymarket, a polícia foi acionada. Atacou a multidão, com armas, bombas e cassetetes, mais de 100 mortos e feridos. Oito militantes da organização sindicalista revolucionária, que discursaram no comício, foram presos, sem provas, culpados e sentenciados.

Os Anarkistas: ‘PARSONS, FISCHER, ENGEL, SPIES foram enforcados publicamente, LINGG (enforcado na cela), SHWAB, FIELDEN (prisão perpétua), NEEBE (15 anos de prisão). Anos mais tarde os três que escaparam a execução foram libertados e declarados inocentes, tal como os cinco enforcados.

Essa conquista deu-se primeiro nos países centrais do mundo, chegando à América Latina no início do século passado.

No Brasil aconteceu através da CONFEDERAÇÃO. OPERÁRIA BRASILEIRA (C. O. B.) através de uma série de greves que culminaram com chamada de uma "GREVE GERAL ATÉ A CONQUISTA» no ano de 1917.

Essas vitórias impulsionaram o progresso e o desenvolvimento não só social como tecnológico à nível mundial.

A traição dos sociais democratas, paralisou a revolução socialista na URSS, permitindo a reação de parte da burguesia internacional, que impulsionada pelos nazifascistas, deram golpes, instalaram ditaduras. Intervieram nos países e fecharam os sindicatos matando e expulsando trabalhadores o que culminou com a 2º Guerra Mundial (Contrarrevolução).

Com a barbárie da guerra; a derrota do eixo nazi- fascista; e do imperialismo da monarquia japonesa ocorreu um reordenamento em escala mundial, sócio-político e econômico.

Onde as organizações sindicalistas revolucionárias foram duramente afetadas, pela destruição de suas entidades e sua capacidade de luta foi reduzida com a morte, prisão ou deportação dos seus militantes.

O patrimônio histórico, as conquistas dos trabalhadores e os sindicatos foram estatizados, surgindo no seu lugar pseudos sindicatos, de um sindicalismo atrelado, de pelegos e burocratas a serviço dos patrões, dos partidos e do Estado.

Agora novos surtos "neoliberais", como que desafiando a dignidade do povo e à memória histórica dos trabalhadores estão colocando em perigo o pouco que restou daqueles direitos conquistados com sangue, suor e lágrimas, dada a cobiça e a ação de seus capachos.

No início do século XXI, o capitalismo avança em larga expansão, a liberdade de uns significa a escravidão da maioria.

O lucro é privatizado, à medida que os ricos ficam mais ricos, mas os custos, os riscos e a opressão são socializados, aumentando visivelmente o abismo entre ricos e pobres.Aumenta a mobilidade dos investidores com uma ausência de obrigações para com os empregados, os velhos, os novos, os doentes, os desempregados; a natureza e as comunidades.

É neste contexto que a A.I.T. (Associação Internacional dos Trabalhadores), tem como princípio construir sua organização através da AÇÃO DIRETA, do FEDERALISMO SINDICAL e da SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL dos trabalhadores.

Luta pela COLETIVISAÇÃO DOS MEIOS DE PRODUÇÃO e pela DISTRIBUIÇÃO DA RIQUEZA SOCIAL.

Luta CONTRA O ESTADO (articula os interesses hegemônicos dos grupos de capital associados que controlam o Poder e a administração pública) e a FARSA PARTIDÁRIA.

Assim como: CONTRA TODOS OS PRECONCEITOS; À INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, A EDUCAÇÃO BUROCRÁTICA e CONTRA TODAS AS DEMAIS FORMAS DE DÓMINAÇÃO E EXPLORAÇÃO DO SISTEMA CAPITALISTA.

No Brasil, o ano eleitoral de 2022, vem para a avenida apresentando um enredo popular, cheio de alegorias e fantasias luxuosas e que contribuem com a evolução, conforme a imaginação e competência dos seus criadores, "Bolssonista, PTtecas, Cúmplices & Comparsas Go:", sem freios em sua ganância e usura.

Sustentam até o final de seus governos, com incansável esforço para aumentar a sanha capitalista, a máquina automática, que produz a miséria humana e ecológica, a exploração infantil, o desemprego, o fascismo e as guerras.

A pandemia já matou mais de 400 mil pessoas e as vacinas ainda não alcançaram, em um ano, nem um terço da população.

Os partidos políticos se reúnem, com seu circo eleitoral prometendo mudanças para depois da vitória nas umas.

Mas sabemos que assim nada muda.

Chega de mentiras e ilusões, O VOTO SE REVELA UMA MENTIRA DA BURGUESIA, ALÉM DE DIVIDIR OS TRABALHADORES.

Conclamamos todos à UNIÃO E SOLIDARIEDADE.

VOTE NULO, CHEGA DE SUSTENTAR PARASITAS!
CHEGA DE OPRESSÃO E DE EXPLORAÇÃO!
PROTESTEMOS CONTRA TODAS AS MISÉRIAS, a FARSA ELEITORAL, o DESEMPREGO, a FALTA DE VACINAS, o ARROCHO SALARIAL e CONTRA TODOS OS PARASITAS e seus GOVERNOS.
Só nossa própria organização nos locais de trabalho e moradia, nos bairros, na cidade, através das seções sindicais, assim com a retomada do verdadeiro sindicalismo revolucionário, e não essas repartições públicas que funcionam como trampolim político para seus diretores, é que estes podem ser os nossos instrumentos para reconstruirmos o que aí está e para que conquistemos nosso Direito de vivermos numa Sociedade de Iguais e Livres, Sem Opressão e Nem miséria.

VOTE NULO, NÃO SUSTENTE PARASITAS!
MOVIMENTO COB/AIT.SINDIVÁRIOS: NÚCLEOS SINDICAIS PRÓ-COB/ACAT/AIT.

PELO SINDICALISMO REVOLUCIONÁRIO!

Cobforgs@gmail.com

ACAT-AIT (Asociación Continental Americana de Trabajadores - Asociación Internacional de los Trabajadores)

https://www.acat-ait.org/2021/05/01/vaccuna/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center