A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017

(pt) quebrando muros: SAÚDE MENTAL SOFRE ATAQUE EM CURITIBA!

Date Sat, 2 Dec 2017 10:01:32 +0200


A Prefeitura de Curitiba unificou o atendimento de nove unidades dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Seu argumento foi de que a junção dos tratamentos de dependência química, alcoólica e de transtornos mentais facilitaria o acesso aos pacientes, mas o fato é que a unificação do atendimento das unidades consiste num retrocesso e um ataque à saúde mental. A junção do atendimento foi aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde no início do mês de novembro e ainda não tem data para começar. ---- O serviço é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e, atualmente, a estrutura para adultos é dividida em dois tipos de atendimento: Caps AD, especializado no tratamento de dependentes químicos e alcoólicos, e Caps TM, que atende pessoas com transtornos mentais. Existem ainda três unidades do Capsi, que oferece atendimento para crianças e, segundo a Prefeitura, não estão incluídos no projeto de redimensionamento. Tal medida faz parte do desmonte da saúde pública, uma vez que vai atrapalhar o tratamento e a reinserção dos usuários e fará com que equipes sejam remanejadas. Os próprios usuários têm se colocado contra a medida e demonstrado preocupação.

A junção do atendimento, que se baseia no argumento falacioso de que visa "humanizar" a rede e ampliá-la (escondendo a real intenção de reduzir e precarizar o serviço) fará com que usuários com transtornos mentais e dependentes químicos sejam atendidos nas mesmas unidades. No entanto, as demandas desses usuários são distintas e isso pode gerar consequências muito graves, como a redução da procura por atendimento por parte dos dependentes químicos, que, pelo receio de estigmatização, pela falta de identificação com o espaço e pela maior dificuldade em estabelecer vínculos com as unidades, podem deixar de procurá-lo.

CONTRA A UNIFICAÇÃO DOS CAPS!
CONTRA O DESMONTE DA SAÚDE PÚBLICA!

https://quebrandomuros.wordpress.com/2017/11/26/saude-mental-sofre-ataque-em-curitiba/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt