(pt) [Espanha] Entrevista à "Rojava Azadi Madrid": o papel das mulheres na revolução de Rojava,By A.N.A. (ca, en)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 8 de Março de 2019 - 08:24:53 CET


Qual tem sido o papel das mulheres na revolução de Rojava? ---- As mulheres são a base da 
revolução em Rojava. Elas são o motor das maiores mudanças da revolução. Mulheres de todas 
as idades, etnias e particularidades têm levado à revolução a ser o que é hoje. Desde a 
área de autodefesa, com a ação de Arîn Mîrkan, até o trabalho político e diplomático da 
co-presidenta da Federação Democrática do Norte e Leste da Síria (FDNLS), FawzaYuzuf. ---- 
Quais são as demandas da mulheres curdas? ---- O objetivo das mulheres do movimento de 
libertação curda é acabar com o patriarcado, o Estado e o capitalismo, e desenvolver o que 
elas chamam de ‘Modernidade Democrática'. Não existem demandas com prioridades 
específicas. Luta-se por acabar com a violência machista, assim como se luta por uma 
educação livre. Luta-se por uma auto-organização de defesa das mulheres, como também se 
luta por recuperar os princípios éticos de uma convivência livre. Luta-se por uma 
auto-organização política descentralizada, como também se luta por destruir a mentalidade 
e personalidade do macho dominante.

Quais são as particularidades do feminismo curdo?

O movimento curdo de libertação não é considerado feminista, embora o feminismo seja 
considerado como uma fonte imprescindível para as mulheres curdas e é uma aliança 
indiscutível. Elas têm sua própria ideologia de libertação da mulher, baseada em cinco 
princípios:

a) Amor à terra natal e a defesa da mesma.

b) O pensamento livre e a vontade livre. Ser você mesma e afastar-se das influências do 
sistema capitalista, patriarcal e estatal.

c) A auto-organização como modo de vida, com base no companheirismo entre iguais na luta.

d) A luta é um caminho sem fim, por mais que avance e tenha sucesso, nunca se pode deixar 
de lutar.

e) Ética e estética: somente por meio dos princípios éticos de amor e beleza dentro da 
vida é que se pode desenvolver uma luta que acarreta na liberdade.

Como as mulheres estão se organizando depois da revolução? Formaram alguma instituição?

Todo o sistema da FDNLS tem uma estrutura geral mista e uma réplica da estrutura: autônoma 
das mulheres (não mista). Para cada comitê que existe: educação, saúde, política, 
economia, justiça, etc. há uma parte autônoma de mulheres em que os homens não podem 
opinar ou influenciar. Suas decisões são autônomas e serão aplicadas nas estruturas 
gerais. Os temas que dizem respeito diretamente aos conflitos de gênero, como, por 
exemplo, a violência machista, são de competência das estruturas das mulheres, que decidem 
e organizam.

O que é Jineolojî?

Jineologî é a construção de uma nova ciência, feita sob o ponto de vista das mulheres. 
Através dos séculos, o conhecimento tem sido roubado das mulheres com violência. As 
mulheres têm sido alienadas dos saberes e relegadas ao ostracismo com o objetivo claro de 
submissão. Todas as áreas das ciências sociais tem um olhar patriarcal que as atravessa, e 
muitos dos conhecimentos desenvolvido nasceram com o objetivo de submeter, não só as 
mulheres, mas toda a sociedade, às diferentes formas de escravidão. Por estas razões que 
nasce o Jineologê, porque é necessário revisar todos os conhecimentos até agora escritos, 
detectar onde o sistema de dominação deixou marcas profundas e as corrigir. Isso não quer 
dizer que todos os conhecimentos não são válidos, mas que há uma falta de revisão com base 
numa discussão livre e com o objetivo de que os conhecimentos sejam postos a serviço da 
sociedade.

Fonte: rojavaazadimadrid.org/entrevista-a-rojava-azadi-en-la-penultima/

Tradução > P.O.A.E.F.


Mais informações acerca da lista A-infos-pt