(pt) [Filipinas] Antiautoritarismo contra o fascismo - 21 de setembro, Luneta Park, Manila By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 2 de Outubro de 2017 - 08:59:12 CEST


Relembrando o dia 21 de setembro (de 1972), um terrível e trágico momento que aconteceu na 
história das Filipinas: a declaração da lei marcial pelo presidente Ferdinand Marcos, de 
forma a suprimir e reprimir a maioria da população. Ondas de violência, desaparecimentos 
involuntários, prisões, assassinatos e torturas foram vividos pelos dissidentes e pela 
população comum que criticavam o regime autoritário daquela época. ---- Atualmente, a 
administração de Rodrigo Duterte[presidente das Filipinas]também está seguindo o caminho 
do totalitarismo e fascismo, pondo a vida das pessoas em suas próprias mãos, desafiando 
direitos humanos e constitucionais. A declaração da lei marcial¹ em Mindanao (em 23 de 
maio de 2017) e instigando a política de guerra às drogas com a morte de milhares de 
pessoas pobres. Esse mesmo regime está enganando as pessoas com as suas notícias falsas, 
que focam em parar a criminalidade e não em confrontar o real problema da sociedade, a 
injustiça social. Que tem como suas causas principais a pobreza, a falta de oportunidades 
de emprego, a ausência de segurança social e deslocamentos forçados - e tais injustiças já 
são violentas.

Na tentativa de expressar os nossos sentimentos contra essa atrocidade, nos reunimos no 
Luneta Park para fazer um picnic e, entre outras atividades, a distribuição de alimentos 
(Food Not Bombs), o mercado livre (Really Really Free Market), a biblioteca ambulante, 
"culture jamming" e a Radyo Kalye. Mais de quarenta pessoas demonstraram o seu apoio 
engajando-se com a comunidade de moradores de rua - que dormem e residem no parque. A 
questão dos moradores de rua é um terrível problema atual nas Filipinas e que nenhum 
governo conseguiu propor alguma solução.

Fonte: 
https://etnikobandidoinfoshop.wordpress.com/2017/09/24/ang-pekeng-balita-ay-karahasan-fake-news-is-violence-anti-authoritarian-against-fascism-september-21-2017-luneta-park-manila/

Tradução > VizualWatcher

[1] Licença para matar acusados ou suspeitos de tráfico/consumo de drogas. Desde que 
assumiu a presidência, em junho de 2016, Duterte anunciou 3.400 mortes (até julho), mas a 
organização que defende os direitos humanos Human Rights Watch eleva o número para mais 
que o dobro (7.000).

Mais fotos:

agência de notícias anarquistas-ana


Mais informações acerca da lista A-infos-pt