(pt) Dezenas de anarquistas são detidos na Bielorrússia após protestos contra o governo By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Segunda-Feira, 27 de Março de 2017 - 08:29:14 CEST


Na quarta-feira (15/03) milhares de pessoas saíram às ruas em três cidades da Bielorrússia 
- Minsk, Mogilev e Godno, em protesto contra os intentos do governo de cobrar impostos dos 
desempregados. ---- Em Minsk as manifestações reuniram mais de 2000 pessoas; em Mongilev e 
Grodno 1000 cada uma. Esses foram os maiores protestos que essas cidades viram em décadas. 
Vale a pena mencionar que a maioria dos manifestantes estão distantes dos principais 
partidos políticos do país e não se alinham com nenhuma corrente da oposição, preferindo 
destacar as duras condições econômicas e os resultados de 24 anos do governo de 
Lukashenko. ---- Os anarquistas, organizados em um bloco, participaram da manifestação com 
faixas que diziam: "Para o povo, o principal parasita social são os políticos, os 
burocratas e a polícia" (referindo-se a lei contra os parasitas sociais introduzida em 
2015). Para fazer a manifestação um pouco mais divertida, um grupo de samba se uniu ao 
bloco. No interior da manifestação os anarquistas foram a força mais organizada, estando p 
or todo o momento vigiados pela polícia.

Durante toda a manifestação 20-30 policiais civis seguiam constantemente o bloco 
anarquista e ao final do protesto tentaram prender algumas pessoas. Os anarquistas, junto 
com outros participantes, conseguiram deter o avanço da polícia e sair usando o transporte 
público, uma tática que teve bastante êxito nos últimos meses, ocasião que os anarquistas 
conseguiram sair em segurança.

No entanto, foram parados poucos minutos depois por um ônibus sem placa, do qual saíram 
policiais vestidos de civis. Para deter os manifestantes, os policiais usaram não apenas a 
força bruta, mas também gás de pimenta dentro do ônibus. Ao final dos enfrentamentos cerca 
de 30-35 pessoas foram detidas, incluindo vários transeuntes que ajudavam na resistência 
ao ataque policial. Ao final do dia alguns ativistas foram golpeados com extrema 
violência, obrigando a policia a c hamar uma ambulância.

Todos os detidos estão na delegacia de Minsk aguardando julgamento. Também existem 
informações que 9 pessoas foram detidas em Mogilev.

Você pode apoiar os detidos com ações solidárias junto as embaixadas locais ou ante as 
mansões de Lukashenko. Para além disso, podes compartilhar a notícia e fazer com que o 
tema seja mais visível no seu meio.

No momento em que se escreve esse artigo[dia 15 de março]mais de 150 pessoas foram detidas 
e condenadas com multas ou prisão em razão dos protestos da última semana na Bielorrússia.

Fonte: 
https://abcdd.org/en/2017/03/15/dutzende-anarchistinnen-wurden-nach-antiregierungsprotesten-in-minsk-festgenommen/

Tradução > Liberto


Mais informações acerca da lista A-infos-pt