(pt) [Turquia] Companheiros anarquistas presos em greve de fome By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sábado, 3 de Junho de 2017 - 07:22:56 CEST


No dia 23 de maio, umx companheirx anarquista e muitas outras pessoas foram presas durante 
uma manifestação de solidariedade a Nuriye Gulmen e Semih Ozakca. O regime fascista de 
Erdogan é apoiado pelos EUA, que financiam a brutal opressão pelo estado turco sob o 
acordo EUA-Turquia. ---- Por Riot Turtle ---- Durante uma operação noturna no dia 21 de 
maio, a polícia turca prendeu Nuriye Gülmen e Semih Özakça, que estão em greve de fome por 
78 dias em protesto por serem demitidos de seus cargos por meio de um decreto-lei emitido 
sob o estado de emergência na Turquia. A polícia também averiguou suas casas e confiscou 
alguns pertences durante a invasão. ---- "Todas as nossas tentativas de falar com os 
promotores foram negadas e não conseguimos obter aos documentos. Mas o que entendemos dos 
documentos é que a polícia acredita que a greve de fome possa gerar um jejum de morte e 
existe a possibilidade de que o protesto (de Gülmen e Özakça) vire um protesto massivo", 
disse Selçuk Kozagaçli, cabeça da Associação de Advogados Contemporâneos, a uma multidão 
em frente a delegacia de polícia na manhã de 22 de maio.

"Eles vieram a nossa porta à meia-noite. Nuriye e Semih já haviam ido à delegacia para 
assinar documentos como fazem todos os dias. Primeiro quiseram quebrar a porta, então 
entraram em nossa casa com a ajuda de um chaveiro. Não foi uma detenção, mas uma tentativa 
de assassinato", disse Esra Özakça depois de sair da detenção no dia 22 de maio, enquanto 
as detenções de Gülmen e Özakça continuaram.

"Eles averiguaram tudo, reviraram a sala, e levaram dois livros de Semih. Eles sequer me 
deixaram colocar os sapatos", acrescentou Esra Özakça.

Em 22 e 23 de maio, muitas pessoas tomaram as ruas na Turquia para reivindicar a soltura 
de Gülmen e Özakça. Em Ankara e outras cidades, policiais atacaram manifestantes, feriram 
e detiveram muitas pessoas. De acordo com libcom.org, um deles era um companheiro 
anarquista, que foi detido com outras tantas pessoas. O companheiro em questão foi mantido 
arbitrariamente sob custódia pela polícia e, em protesto ao tratamento dado, ontem 
entraram em greve de fome por tempo indeterminado até que sejam soltos. O companheiro 
anarquista preso foi ativo na luta de classes turca e movimento anarquista 
internacionalista por muito tempo. Ele traduziu/publicou muitos artigos da libcom e outros 
meios. Edita o jornal online anarquista turco "Yeryuzu Postasi".

Fonte: 
https://enoughisenough14.org/2017/05/25/turkey-arrested-anarchist-comrades-on-hunger-strike/

Tradução > Imprensa Marginal


Mais informações acerca da lista A-infos-pt