(pt) Manter a greve geral! Na luta sindical pela base! - Coordenação Anarquista Brasileira by Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) (ca, en, fr, it)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017 - 08:52:30 CET


A Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) vem manifestar sua posição sobre o cancelamento 
da Greve Geral,  convocada para o dia 05 de dezembro, pela CUT, Força Sindical, UGT, NCST 
e CSB. Em meio a um governo com apenas 5% de aprovação, que aprofunda drasticamente os 
ataques aos direitos sociais, o sindicalismo chapa-branca e  corporativista destas 
centrais mostra mais uma vez sua capacidade de desmobilizar a classe trabalhadora. Com o 
iminente ataque do governo Temer ao direito de aposentadoria, tais centrais cumprem um 
papel deprimente e reproduzem o pior do dirigismo e cupulismo sindical, ao decidirem pelo 
cancelamento do ato do dia 05/12. Nós não recuaremos.O problema dos ajustes e cortes nos 
direitos não será resolvido pelas urnas em 2018, mas com manifestações e enfrentamento 
contra os patrões e políticos, nas ruas, nos locais de trabalho, estudo e moradia.

A conjuntura exige um esforço a militância sindical, estudantil e dos movimentos populares 
do campo e da cidade para construir uma prática política onde as bases tenham o poder de 
decisão, inviabilizando as traições que centrais sindicais nos impõem periodicamente, 
apontando assim um caminho que construa o Poder Popular. Entendemos que a Greve Geral deve 
ser construída com ampla participação e mobilização das bases e nos colocamos na tarefa de 
agitar tais ferramentas de ação em nossos locais atuação. Cabe construir uma prática de 
luta sindical e popular que não subordine a ação direta e a organização popular às agendas 
eleitorais.

A CAB reivindica a tradição do sindicalismo revolucionário e aposta hoje no fortalecimento 
do sindicalismo de resistência e de um sindicato como uma ferramenta a serviço da mudança 
social e da construção do Poder Popular. Lutar contra a apatia estimulada pelas 
burocracias e fortalecer a solidariedade entre as categorias, bem como aproximar os 
sindicatos de outros movimentos sociais, são caminhos para avançarmos na luta contra os 
cortes de direitos! Apostamos na mobilização por local de trabalho, moradia e estudo para 
construir um enfrentamento real contra os patrões e o governo. Seguindo na luta nas ruas e 
no campo, com objetivo de derrotar os ataques sociais através da ação direta e 
protagonismo do povo. O momento é de acender a chama da rebeldia e lutar contra o ataque 
dos patrões e políticos!

Lutar, criar, poder popular!

https://anarquismo.noblogs.org/?p=891


Mais informações acerca da lista A-infos-pt