(pt) De Rojava para a Bielorrússia: Solidariedade com os prisioneiros anarquistas By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Sexta-Feira, 14 de Abril de 2017 - 08:14:15 CEST


Aleksandr Lukashenko, Por 24 anos você tem dominado o povo da Bielorrússia e utilizando 
seus aparatos opressivos do Estado herdados do passado soviético autoritário, você 
continua esse pesadelo perpétuo para as pessoas. ---- Desde 15 de Março, você e os seus 
parasitas, os burocratas, a polícia e os delatores, têm desencadeado uma campanha bárbara 
de repressão contra a população da Bielorrússia e especificamente contra os anarquistas 
que lutam pela libertação de todos. ---- A solidariedade é a arma do povo e como 
anarquistas nós estamos unidos em nossa luta em todas as fronteiras, cercas e muros. ---- 
Por essas razões, estamos de olho em você. ---- No dia 15 de Março, anarquistas se 
juntaram a milhares de bielorussos que foram para as ruas em múltiplas cidades para 
protestar as décadas de severas condições econômicas e sociais causadas pelos 24 anos da 
ditadura de Lukashenko. Os anarquistas nessa manifestação organizaram um bloco separado 
mostrando faixas com os dizeres: "Para o povo, os principais parasitas sociais são os 
burocratas, os políticos e a polícia".

Os anarquistas foram parados por policiais civis e depois de terem sido seguidos e 
assediados, dezenas deles foram presos. No fim do dia, cerca de 100 pessoas, incluindo 
tanto anarquistas quanto outras pessoas presentes foram detidas pelas autoridades.

Após esses eventos, grupos de oposição, alguns deles liberais, nacionalistas e de direita, 
chamaram uma manifestação para o dia 25 de Março por Belarus. O governo começou uma caçada 
por todo país em busca de anarquistas e membros da oposição. Em uma das mais difundidas 
repressões policiais em décadas, o governo invadiu casas e deteve dezenas de anarquistas.

Adicionalmente, o regime mobilizou uma campanha de terror utilizando o poder repressivo da 
polícia e da mídia para inibir todos os esforços anarquistas para se organizarem contra 
ele. A polícia e as unidades militares foram despachadas para Minsk em uma das maiores 
operações na Bielorrússia pós-soviética.

Anarquistas em conjunto com grupos de oposição e civis comuns da Bielorrússia marcharam 
pelas ruas para protestar a repressão em andamento pelo Estado. A consequência foi a 
detenção de cerca de 100 pessoas, muitas delas anarquistas. No total, alguns estimam que 
cerca de 1000 pessoas foram detidas na Bielorrússia nos eventos recentes até agora.

As IRPGF se levantam em solidariedade a todos os anarquistas atualmente presos, detidos e 
feridos dos últimos acontecimentos. Como anarquistas, nós entendemos a solidariedade como 
uma arma do povo e alcançamos vocês nesse momento de repressão do Estado para dizer que 
estamos com vocês.

Nós vemos a ditadura de Lukashenko como nossa e sua inimiga, e estamos prontos, com armas 
em nossas mãos, para lutar contra qualquer Estado ao redor do mundo.

LIBERDADE PARA OS ANARQUISTAS PRESOS NA BIELORRÚSSIA!

ABOLIR AS PRISÕES. O CAPITAL E O ESTADO!

COMUNIDADES E COLETIVOS HORIZONTAIS DE MILITÂNCIA AUTO-ORGANIZADA PELA REVOLUÇÃO E ANARQUISMO!

As Forças Revolucionárias Internacionais de Guerrilha Popular

IRPGF

Vídeo: 
http://www.dailymotion.com/video/x5h2f98_from-rojava-to-belarus-solidarity-with-the-anarchist-prisoners_news

Tradução > Said Al Latere


Mais informações acerca da lista A-infos-pt