(pt) federacao anarquista gaucha: Epistemologia, método de análise e teoria social em Malatesta

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 13 de Abril de 2017 - 08:40:20 CEST


Felipe Corrêa. "Epistemologia, Método de Análise e Teoria Social em Malatesta" ---- 
Publicado originalmente em: Instituto de Teoria e História Anarquista - ITHA ---- Nesse 
artigo, Corrêa apresenta contribuições do anarquista Errico Malatesta (1853-1932) ao campo 
da epistemologia, dos métodos de análise e das teorias sociais. Depois de uma introdução 
com elementos biográficos do autor, o texto avança para três temas fundamentais: a 
distinção entre as categorias ciência e doutrina/ideologia, a ciência na sociedade, 
elementos teórico-metodológicos para a análise social. Em relação ao primeiro tema, 
Malatesta propõe distinguir as categorias ciência e doutrina/ideologia, visando 
potencializar tanto a análise da sociedade quanto a intervenção sobre ela, conciliando 
teoria e prática. Em relação ao segundo, o autor contribui com a diferenciação entre as 
ciências naturais e sociais e também com a postura que sugere ser adotada para o 
conhecimento da realidade social, priorizando a abertura em relação aos métodos e às 
teorias e assumindo o conhecimento parcial e fragmentário que se origina nesse campo.

Em relação ao terceiro, Malatesta sustenta posições relevantes, dentre as quais se 
encontram: a crítica ao evolucionismo, ao fatalismo e ao determinismo; a crítica às 
análises de base metafísica e teológica; a compreensão da socialização como um processo de 
relação interdependente entre indivíduo e sociedade; a tentativa de conciliar as análises 
abarcando as três esferas sociais, desde uma perspectiva de interdependência, propondo o 
abandono da dicotomia materialismo-idealismo e conciliando estrutura social e ação humana; 
a caracterização da sociedade como resultado dinâmico de conflitos entre forças sociais, 
apontando para uma compreensão multicausal dos fenômenos sociais; a caracterização da 
sociedade contemporânea como um sistema de dominação nas três esferas, sendo as classes 
sociais um de seus traços centrais, as quais se definem também em acordo com a noção de 
interdependência das esferas.

* Baixe o artigo completo aqui: Felipe Corrêa - Epistemologia, Método de Análise e Teoria 
Social em Malatesta
https://ithanarquista.files.wordpress.com/2014/04/felipe-corrc3aaa-epistemologia-mc3a9todo-de-anc3a1lise-e-teoria-social-em-malatesta.pdf

https://federacaoanarquistagaucha.wordpress.com/2017/04/06/epistemologia-metodo-de-analise-e-teoria-social-em-malatesta/


Mais informações acerca da lista A-infos-pt