(pt) Federación Estudiantil Libertaria: [Espanha] Comunicado da FEL ante o boicote a Felipe González e Juan Luis Cebrián na Universidade Autônoma de Madrid By A.N.A. (ca, en)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 27 de Outubro de 2016 - 12:43:49 CEST


Na quarta-feira 19 de outubro, ocorreu um boicote ao evento organizado pelo jornal "El 
País" (Grupo PRISA) no qual estavam Felipe González, ex-presidente do governo, e Juan Luis 
Cebrián, presidente do Grupo PRISA. Nesse contexto, se produziu uma grande revolta da 
mídia, uma vez que a ação impediu a realização do ato. Dentro desta turbulência, nós fomos 
citados e criminalizados como organização provocadora dos acontecimentos, por isso 
queremos esclarecer algumas questões de grande importância: ---- 1. A chamada é de caráter 
coletivo, isto é, não somos nós como organização quem lançou a convocatória, mas uma 
assembleia na qual participa uma multidão de estudantes, que, de fato, decidem os termos 
da ação de protesto. ---- 2. Encontramos o boicote como uma ferramenta perfeitamente 
legítima para mostrar uma rejeição coletiva de algo ou alguém. Há muitas razões pelas 
quais este boicote em especial foi justificado, os quais foram detalhados no comunicado 
distribuído durante a ação.

3. As máscaras com nomes de pessoas assassinadas pelo terrorismo de Estado do GAL, com 
Felipe González como responsável político, foram mais que uma indicação das razões para o 
boicote. Além disso, cumpriram a finalidade de preservar a intimidade e a privacidade dos 
manifestantes contra possíveis conseqüências repressivas, resultantes do clima geral de 
repressão dos movimentos sociais derivados da Lei Mordaça.

4. Que 300 estudantes protagonizem um protesto ante duas das pessoas mais poderosas do 
país e, portanto, com grandes responsabilidades diante da atual situação de precariedade, 
pobreza e ausência de perspectivas para o futuro da juventude, são motivo de cobertura em 
todos meios de comunicação, atos sociais e imprensa em geral é o menos desproporcional. 
Entendemos que em um país com crescentes desigualdades sociais, resultado das políticas de 
austeridade e do desmantelamento dos serviços sociais, existem muitas razões que deveriam 
ser notícia constante e não são porque poria em questão os fundamentos do Regime 
representado por Cebrián e González.

5. Que nos acusem de restringir a liberdade de expressão de quem controla o maior grupo de 
mídia do país é no mínimo cômico. O Sr. Cebrián e o Sr. González tem capacidade de 
expressar-se livremente todos os dias em todos os principais meios de comunicação. Ao nos 
criminalizar e impedir de participar do debate público em igualdade de condições só nos 
resta o protesto político para fazer valer as nossas reivindicações. A liberdade de 
expressão é uma farsa onde são protegidos aq ueles que têm plena capacidade de falar e ser 
ouvido por causa de suas posições de poder e privilégio.

Estamos conscientes de que este boicote feriu o orgulho dos organizadores do evento, 
principalmente do Grupo PRISA que lançou uma série de artigos nos quais comparava o 
protesto com o Golpe de Estado de 23F ou problemas semelhantes. Um argumento de tão baixa 
qualidade só poderia entrar em um meio de comunicação que é fundamental para a 
sobrevivência de um Regime que se recusa a morrer. Juan Luis Cebrián colocou toda a sua 
máquina de propaganda contra aqueles que insurgiram pela manhã. Mais uma mostra da 
inconsistência das acusações de censura a que foram submetidos.

Queremos agradecer por todas as mostras de solidariedade recebidas. Nós somos uma 
organização política que desenvolve um trabalho público amplamente conhecido e reconhecido 
nas várias lutas, tanto no âmbito da educação como em outras áreas em que estamos 
envolvidos. Estamos conscientes de que vivemos em uma etapa histórica regressiva e de 
múltiplas crises, onde os direitos sociais adquiridos através da luta coletiva estão sendo 
desmantelados diante do avanço da mercantilização de todos os espaços da vida cotidiana. 
Diante disso, apresentamos resistência, assinalamos os respons&aacut e;veis e construímos 
lutas políticas e sociais que reivindicam a justiça social e a igualdade, alternativas 
para pavimentar o caminho para uma transformação social na chave libertária e anticapitalista.

Se não nos deixam sonhar, não os deixaremos dormir. Seguimos.

* Se você quiser mostrar sua solidariedade aderindo a este comunicado escreva um e-mail 
para uam  felestudiantil.org, obrigado!

Fonte: http://madrid.felestudiantil. org/comunicado-de-la- federacion-estudiantil- 
libertaria-ante-el-boicot-a- felipe-gonzalez-y-juan-luis- cebrian-en-la-uam/


More information about the A-infos-pt mailing list