(pt) [Grécia] Solidariedade com os processados de Patras By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 2 de Novembro de 2016 - 11:18:03 CET


A seguir, a chamada do grupo anarquista de Patras Disinios Ippos (Corcel Indomável) para 
uma concentração em solidariedade com os processados da okupa Maragopulio, detidos pelas 
forças repressivas do Regime durante a sua expulsão, em 5 de agosto de 2013. O título do 
texto em grego é "As okupas são parte das lutas sociais e de classe". ---- Em 5 de agosto 
de 2013, uma segunda-feira, o Estado despejou três okupas em Patras: A histórica okupa de 
Parártima, localizada no centro da cidade, que está intimamente associada com as lutas 
sociais e de classe da sociedade local desde novembro de 1973, e tem sido ponto de 
referência para milhares de pessoas que resistem e se rebelam diacronicamente, a okupa 
Maragopulio e a okupa N. Gyzi, 33, local autogestionado da Escola Técnica de Patras.

Na okupa de Maragopulio foram detidos cinco companheiros e companheiras, acusados de 
perturbação da ordem pública, de provocar danos, e de violar a lei sobre posse de armas e 
uso de eletricidade de maneira irregular. O julgamento dos cinco será na terça-feira, 25 
de outubro, no tribunal de Patras. Esta oper ação constitui o ponto mais elevado da 
ofensiva repressiva do Estado contra as pessoas lutadoras de Patras, e está integrada ao 
planejamento repressivo nacional contra os espaços de resistência e de luta, materializado 
em várias cidades nos últimos anos.

O objetivo foi dar um golpe decisivo contra as estruturas do movimento contestatário, e 
exterminar a nível material e moral o movimento anarquista e antiautoritário, que tem 
protagonizado nos últimos anos a resistência social e de classe contra o regime de 
escravidão e de indigência imposto pelo Estado e os patrões, em colaboração com as 
instituições antissociais internacionais (FMI, UE, BCE). Em um período de recrudescimento 
da guerra social e de classe, o objetivo principal do Estado tem sido a intensificação do 
estado de emergência e a consolidaç&a tilde;o do dogma da tolerância zero aos segmentos de 
luta da sociedade, que estão lutando contra a Soberania e sua investida cruel contra as 
nossas vidas.

Os espaços de resistência social e de classe, dentro do quais se desenvolve a 
solidariedade, o apoio-mútuo, a auto-organização, o companheirismo, a deliberação 
política, e em última instância a vida, não são umas meras paredes. Nunca concebemos como 
tal. O Estado pode fechá-los, botar abaixo ou abandoná-los. Mas nada pode prender as 
nossas ideias ou reprimir a luta pela vida e a liberdade. Como anarquistas, nos 
solidarizamos com os companheiros acusados (perseguidos), bem como com todos os lutadores 
e os espaços (âmbitos) do movimento que estão na mir a da repressão estatal, já que o 
ataque a qualquer um de nós é um ataque a todos, e como tal tem que ser contestado 
coletivamente e de maneira decisiva.

Solidariedade com os cinco processados pela ocupação de Maragopulio, detidos durante sua 
expulsão pelo Estado em 5 de agosto de 2013, em uma operação coordenada de repressão 
contra todas as okupas de Patras.

Concentração de solidariedade fora dos tribunais: quarta-feira, 25 de outubro de 2016, às 
9 horas.

Grupo Anarquista Disinios Ippos (Corcel Indomável), membro da Organização Política Anarquista

Os texto em grego:

https://ipposd.wordpress.com/2016/10/23/7046/

O texto em castelhano:

http://verba-volant.info/es/solidaridad-con-los-encausados-de-patras/#more-11722


More information about the A-infos-pt mailing list