(pt) [EUA] Sacramento, Califórnia: pessoas tomam as ruas em memória do anarquista Michael Israel, assassinado em Rojava lutando contra o ISIS By A.N.A.

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 22 de Dezembro de 2016 - 14:42:44 CET


Neste último domingo, amigos, familiares e camaradas de Michael Israel se juntaram em 
Sacramento para lamentar a morte de Michael e compartilhar histórias sobre sua vida. 
Houveram muitas lágrimas, mas também risadas, enquanto dividíamos relatos sobre nossas 
experiências passadas com Mike. Logo após, cantamos canções conjuntamente, incluindo 
"Solidarity Forever", "Joe Hill" e "A Internacional". Concluímos o ato acendendo velas e 
marchando através da rua central, caminhando e cantando. A ação foi recebida positivamente 
pelos transeuntes, muitos dos quais expressaram suas condolências. Terminamos a marcha em 
um bar local e continuamos nossas rememorações através das bebidas. ---- Michael Israel 
era uma pessoa fácil de se relacionar. Em seus 27 anos na terra, ele tocou muitos 
corações. Era frequentemente chamado de "um homem de poucas palavras". O que isso falha em 
expressar, é que ele era comprometido em ouvir e dialogar. Ele ensinava através do 
aprendizado, e raramente repreendia ou interrompia. Era genuinamente interessado nos 
outros, e isso por si só o fez conhecer muitos amigos.

Ele não era uma pessoa que simplesmente argumentava ou expressava sua opinião para 
interesses próprios. Ele demonstrava suas convicções através do comprometimento e da ação, 
mais do que pela conversa fiada. Ele procurou lideranças proletárias e se dedicou para 
auxiliar as greves. Era um participante original do Occupy Sacramento e da encarnação 
moderna da IWW (International Workers of the World) de Sacramento. Antes de ir para 
Rojava, trabalhava no sindicado SEIU, mas o abandonou com certa frustração. Ele foi para 
Rojava porque sonhava em ver uma revolução social viva, e ele a viu. Lutou contra o 
fascismo na Síria e em Sacramento, mas não fetichizava a luta armada. Ele não recuava 
quando precisava realizar uma defesa contra os opressores, mas sabia que a verdadeira 
liberdade vinha somente através da compreensão mútua e pelo respeito, o que as balas por 
si só não podem trazer.

Seu comandante no YPG disse sobre ele: "Ele era uma das raras pessoas que realmente vieram 
para cá para trabalhar. Poderia contar pessoas como ele com os dedos de uma mão".

Uma das últimas coisas que ele expressou para as pessoas mais próximas dele, foi sua 
vontade de que houvesse uma movimentação internacional em torno da Revolução de Rojava, 
tanto através do apoio concreto como o que ele mesmo deu, quando no sentido de aprender e 
aplicar as lições deste processo revolucionário em outras comunidades.

Nós sempre sentiremos sua falta, Mike.

Você vive em cada um de nós.

Fonte: 
https://itsgoingdown.org/sacramento-ca-people-take-streets-remember-anarchist-michael-israel-killed-rojava-fighting-isis/

Tradução > Yanumaka


Mais informações acerca da lista A-infos-pt