(pt) [Holanda] Sobre as prisões em massa na manifestação "Lute contra a Repressão",By A.N.A. on 24 de novembro de 2016

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quinta-Feira, 1 de Dezembro de 2016 - 13:32:00 CET


Ontem[19/11]às 16h, 250 pessoas se reuniram no Kerkplein para marchar em ato contra a 
repressão que anarquistas e antifascistas têm sofrido em Haia e outros lugares ao longo 
dos últimos anos. Repressão esta que constantemente tem proibido atos, e mapeado as 
atividades de anarquistas e antifascistas a fim de aplicar medidas repressivas. Essa 
manifestação também foi reprimida com violência da polícia por ordem do prefeito de Haia, 
van Aartsen. ---- A manifestação foi cercada pela polícia de choque e foi filmada por 
policiais de todos os lados. Depois, a polícia ordenou que todos retirassem suas máscaras 
porque "foi esse o combinado". Uma coisa é certa, não houve nenhum acordo sobre isso, e 
isso também não estava no aviso que a polícia esboçou listando condições. Imediatamente 
ficou claro que a policia de choque só estava procurando por um pretexto para começar 
prisões em massa, o que também aconteceu.

A polícia interrompeu a manifestação e atacou o grupo. Enquanto a polícia atacava, pedia 
para as pessoas ficarem calmas; um bom exemplo do modo como a polícia de Haia tenta 
inverter as coisas. Durante a prisão em massa, pessoas foram atingidas no rosto, um braço 
foi deslocado, e muitas pessoas tiveram as pernas machucadas. A polícia utilizou-se de 
estrangulamento muitas vezes, e as poucas pessoas que deixaram a manifestação após terem 
sido ordenadas a fazê-lo foram agredidas subsequentemente. Entre 166 e 184 pessoas foram 
presas.

A manifestação experienciou exatamente o que estava protestando contra, nomeadamente a 
proibição sistemática de manifestações, a criminalização, ataques e prisões de anarquistas 
e antifascistas.

Enquanto isso, todos os presos foram liberados. Ninguém que foi preso recebeu multa, 
julgamento, ou intimação.

Mídia como ferramenta da polícia

A polícia fez um comunicado a imprensa durante as prisões em massa a fim de criminalizar a 
manifestação.

A imprensa, é claro, publicou-a sem questionar, como estamos acostumados, vindo deles. Os 
artigos são apenas copiados e colados da imprensa policial para a imprensa midiática. Ao 
fazer isso, a imprensa mostra que é apenas uma ferramenta da policia para criminalizar 
protestos.

O fato de que a repressão do escritório do prefeito continuou durante essa manifestação 
não vão parar nossa luta por liberdade. Essa luta, por sorte, não se limita a 
demonstrações que as autoridades podem "proibir". Continuaremos com nossa luta social e 
nenhum oficial ou prefeito nos segurará.

Nós gostaríamos de agradecer a todos, especialmente nossos camaradas de fora da Holanda 
que vieram a Haia essa semana para lutar conosco contra a repressão. Nos sentimos apoiados 
em nossa luta e ainda mais det


More information about the A-infos-pt mailing list