(pt) Rusga Libertária/MT – CAB* - Analise das eleições 2012 para a capital cuiabana – Votar Nulo é a nossa opção! (en)

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Domingo, 30 de Dezembro de 2012 - 12:44:28 CET


Novamente chegamos a mais um período eleitoral, 07 outubro de 2012 e a escolha de quem 
será o próximo legitimo representante do “povo”. Regionalismo, crença, família e tantos 
outros valores que nos são postos durante todo período de formação, desde os laços criados 
em sociedade ao educacional formal são utilizados para demonstrar o quanto “puro” e fiel 
seguidor dos costumes da maioria da sociedade. --- Cuiabá, capital mato-grossense, como em 
outros lugares, também se tem muito forte tais tradições conservadoras morais costuradas 
com um regionalismo fortíssimo enraizado em uma enorme demonstração de fé e que são de 
grande valor para a maioria de seu corpo votante, por isso é uma das táticas iniciais 
encampadas pelos políticos profissionais nesse período eleitoral. O palco do circo está 
montado e na espera dos aplausos da plateia no fim de mais um show. Assim se repete a 
política do “pão e circo”.

Novamente começa os jogos…

São seis os candidatos que estão no pleito pela prefeitura de Cuiabá: Adolfo Grassi (PPL) 
sem coligação com outros partidos, Carlos Brito (PSD) coligação “Sentimento Cuiabano” 
(PSD/PCdoB/PSDC/PRTB/PSC/PTN/PHS/PSL/PTC), Guilherme Maluf (PSDB) coligação “Cuiabá pra 
Você” (PSDB/PRP/PTdoB/PP/PMN/DEM), Lúdio Cabral (PT) coligação “Cuiabámatogrossobrasil” 
(PMDB/PT), Mauro Mendes (PSB) coligação “Um Novo Caminho para Cuiabá” (PDT/PR/PPS/PSB/PV) 
e Procurador Mauro (PSOL) sem coligação com outros partidos. Mesmo tendo seis candidatos, 
a disputa está mais acirrada entre dois candidatos, e são esses dois nomes que estaremos 
nos atendo nesse material, Lúdio Cabral e Mauro Mendes.
Mauro Mendes é empresário, dono da indústria Bimetal que é a maior na capital e também já 
foi presidente da FIEMT (Federação das Indústrias de Mato Grosso) desde o início de sua 
campanha seu discurso é que por ser empresário e possuidor de uma grande quantia de 
capital financeiro não tem motivos para roubar/desviar dinheiro público que será destinado 
para o progresso da sociedade cuiabana. Mendes já passa pela terceira vez pela disputa 
eleitoral, em 2008 para prefeito de Cuiabá, 2010 para governo do Estado de MT e agora vem 
novamente para a disputa pela prefeitura da capital mato-grossense para os próximos quatro 
anos, 2013-2016.
Lúdio Cabral é médico concursado, professor de medicina na UNIC, estudante de direito e 
também membro do grupo Graúna que atua dentro do PT e esteve por dois mandatos como 
vereador na Câmara Municipal de Cuiabá. O mesmo quase foi expulso do partido no ano de 
2008 por não ter dado apoio ao Carlos Abicalil em uma das suas disputas eleitorais, 
Abicalil faz parte do grupo CNB que atua também dentro do partido dos trabalhadores, o 
grupo Graúna (grupo que Lúdio faz parte) sentou com o CNB para poder fechar o apoio e a 
saída do candidato à prefeitura de Cuiabá para os próximos quatro anos. Há informações 
repassadas que Lúdio só conseguiu tal apoio por ter garantido alguns benefícios, os quais 
infelizmente não nos foram informados, para a corrente apoiadora de sua candidatura.
Os dois candidatos que são tidos como os em maior disputa de números de votos possuem as 
mesmas promessas históricas para melhoria da sociedade, porém em nenhum momento foi 
presenciado posicionamento contrário a toda essa política de privatização que vem se 
instaurando no país. O que fica claro é o seguinte: o primeiro candidato mencionado é 
empresário e com isso estará claramente defendendo e implantando todas as políticas nas 
quais irão beneficiar seus colegas empresários; o segundo candidato fará o mesmo, 
justificando seguir as melhorias aplicadas pelo governo do PT desde a sua entrada no 
governo federal.
O que a população poderá esperar de tudo isso? Quem realmente será beneficiado com tudo 
isso? Copa do Pantanal 2014, aliança público-privado dentro dos órgãos públicos de 
prestação de serviço gratuito à sociedade e tantas outras coisas que virão posterior a 
esse “grande investimento” lucrativo para os detentores do capital. A população mais uma 
vez está caindo no canto da sereia e somente sentirá nas costas o peso da chibata após 
todo esse processo eleitoral.
Confiar nesse processo falido historicamente terá maiores consequências com o início dos 
jogos mundiais e mais drasticamente posterior a esse cede de “progresso” que vem sendo 
cuspido nas propagandas de rua e televisiva.
Saúde, Educação, Habitação e a Copa do Mundo de 2014.
Cuiabá como outras cidades brasileiras passa também pela mesma corrida de obras urbanas 
(malhas viárias, transportes, hotéis, condomínios e a limpeza da cidade colocando pra bem 
longe a população pobre para que não causar uma visão enojadora para os turistas), 
reajuste da forma de gestão na saúde pública com parcerias via PPP ou OS e também há 
rumores que há também um projeto que será destinado para a educação da mesma maneira que 
está sendo imposto para a saúde.
Também os jogos da especulação imobiliária são grande parte de todo esse processo, onde há 
vários bairros correndo o risco de passar por desapropriações no sentido de aplicar uma 
“eugenia social” (limpeza da sociedade pobre que não faz parte das características de 
valor para o progresso da sociedade) retirando a população periférica de seus locais de 
moradia e que também em sua grande maioria próxima de seus locais de trabalho. Dentro 
desse jogo especulativo a conivência do judiciário e da defensoria pública sobre as 
questões de moradia são ampliadas pela decorrência de corrupção, onde quem pode pagar mais 
tem causa ganha.
Bilhões, milhões e milhares de reais estão sendo retirados dos cofres públicos e 
destinados para esse tão desejado empreendimento futebolístico. Ignorando totalmente toda 
mobilização que se teve nos últimos meses em todo país, onde trabalhadores de todas as 
categorias e estudantes estiveram reivindicando direitos sociais e melhorias nas condições 
de trabalho do funcionalismo público do Brasil. A saúde aqui na capital está cada vez mais 
precária, método até bem esperado para que se possa justificar a aplicação da PPP e da OS. 
A mesma prática já foi utilizada em outros órgãos que eram públicos aqui na cidade e o 
mais recente foi á privatização da SANECAP, empresa pública da capital que controlava o 
abastecimento e tratamento da água em Cuiabá.
O governo federal já fez um investimento aproximando da casa dos bilhões, ou talvez já 
ultrapassando, para instituições de ensino de qualificação profissional. Onde instituições 
como SENAI, SEBRAC, CENAC e tantas outras que trabalham com esse tipo de “ensino” estão 
abrindo cursos totalmente voltados para que possam se criar mão-de-obra destinada desde as 
construções para a Copa de 2014 como durante o período de sua realização da mesma. 
Dinheiro esse que poderia estar sendo destinado para melhoria da Educação Pública do 
Estado, para o ensino superior federal e estatal e também para os setores da saúde que 
estão cada vez mais prejudicados e sendo prejudiciais para toda a sociedade.
Pra que investir na saúde e educação da população? Um povo sem capacidade de pensar 
criticamente sobre a tua realidade e com sua saúde debilitada é um povo fácil de ser 
dominado e colocado à mercê das vontades dominantes.
A luta popular é a via de transformação pela qual escolhemos…
                                                                Votar Nulo e Lutar através 
da resistência forjada na organização popular dos movimentos sociais, através do princípio 
classista e combativo através da ação direta popular norteando a construção do Poder Popular.
Votamos Nulo porque não acreditamos nessa democracia representativa e dita participativa, 
onde a população apenas participa no momento de ter que escolher quem será o seu novo 
carrasco e opressor. Acreditamos na via direta de representação, na ação direta e popular 
e no federalismo como método organizativo da sociedade, não será votando nos de cima que 
conseguiremos melhorias para os de baixo.
Acreditamos que será através da Organização Popular da sociedade, de maneira horizontal, 
classista e combativa que poderemos mudar a nossa realidade e colocar o fim dessa 
sociedade de classe germinada de enorme desigualdade e exploração do povo oprimido.
Construir uma Outra Campanha, organizada por baixo para pressionar através da ação direta 
os que estão em cima é o nosso papel, pois as nossas urgências não cabem nas urnas! Estar 
ombro-a-ombro nas lutas sociais é o nosso papel como anarquistas com método especifista de 
organização, estando presente na medida do possível em toda forma de luta anticapitalista 
tendo sempre como norte a construção de um povo forte que caminhe para o Poder Popular.
Não tá morto quem peleia! Sonhar, Lutar, Criar o Poder Popular!
Cuiabá, outubro de 2012
====================================
* Organização Anarquista Especifista de Mato Grosso – Contato: rusgalibertariafao  riseup.net


More information about the A-infos-pt mailing list