(pt) Acção directa em Israel contra base militar!

a-infos-pt ainfos.ca a-infos-pt ainfos.ca
Quarta-Feira, 9 de Agosto de 2006 - 13:11:48 CEST


Veja aqui as fotos:

http://www.flickr.com/photos/activestills

Acção directa de protesto
- Jonathan Polak: "Isto é uma guerra deliberada"

12 activistas foram presos na manifestção em frente da base da força aérea.

Cerca de 25 activistas colocaram-se na Terça (8 de Agosto) frente à base
de Ramat David com dísticos onde estava escrito: "parem de matar civis",
"parem os crimes de guerra". Apelaram para cessar-fogo imediato e para
a libertação de todos os prisioneiros de guerra.
A polícia veio e prendeu 12 activistas. Hagay Matar: "a partir desta base
voam
diariamente pilotos que assassinam civis inocentes. Em vez de prender os
criminosos de guerra a polícia decidiu nos transformar em criminosos, a
nós, que protestamos." [Hagai e outros 4 foram sentenciados a mais de dois
anos de prisão e cumpriam penas até há um ano atrás por recusarem servir
os 3 anos de serviço obrigatório no exército de Israel, a que os maiores
de 18 anos quase todos estão sujeitos]

A manifestação não possuía autorização e a polícia prendeu os 12 com
acusação de perturbação da ordem pública, obstruir o tráfego e
manifestação ilegal.
Um dos que foram presos, Jonathan Polak, disse à YNET que esta manif.
junto da base aérea era porque: "esta base é responsável por crimes de
guerra - aviões que descolam desta base deitam bombas sobre civis". Ele
acrescentou: "de acodo com a lei devemos parar este crime de guerra, senão
seremos considerados cúmplices deste"
Ele também declarou que a guerra noLíbano é uma guerra deliberada que tem
de ser parada. "Isto é uma guerra deliberada que não tem conexão com o
rapto dos dois soldados ou com esforços para os libertar; esta guerra é
parte dos esforços para redesenhar o Médio Oriente".

Hagai Matar, activista do comité contra os crimes de guerra disse:
"Viemos para bloquear os crimes de guerra cometidos quotidianamente a
partir deste local pelos pilotos que assassinam civis inocentes e destroem
as infra-estruturas. Nós somos totalmente contra se cause danos aos civis
de ambos os lados. O exército de Israel vai para uma guerra que também nos
está a ausar dano - à sociedade siraelita." Matar explicou em relaçãoàs
prisões: "deitámo-nos sobre a estrada, bloqueando a entrada da base.
quando a polícia veio dissémos para prenderem os criminosos de guerra, mas
eles escolheram transformar-nos em criminosos e prenderam-nos"
A polícia informou que eles seriam mantidos presos até serem ouvidos por
um juiz.
[tradução para português M.B.]



More information about the A-infos-pt mailing list