A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ _The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours | of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) Coordenação Anarquista Brasileira - CAB: o Massacre de Corumbiara.

Date Mon, 12 Aug 2019 09:37:40 +0300


No dia 9 de agosto de 1995, o Estado e o latifúndio promoveram um dos episódios mais violentos e emblemáticos na história da luta pela terra no Brasil: ---- Cerca de 600 famílias ocuparam e firmaram acampamento em áreas improdutivas da fazenda Santa Elina, na cidade de Corumbiara (RO), na luta pelo direito de terem uma terra onde trabalhar. A resposta do Estado, aliado dos grandes latifundiários, veio de forma violenta. Policiais Militares e pistoleiros, mascarados e fortemente armados atacaram o acampamento, enquanto as famílias camponesas resistiam dentro de suas possibilidades. Crianças e idosos foram espancados, e os números oficiais contabilizam 9 camponeses assassinados. Porém, esse número é muito maior, havendo um grande número de desaparecidos, além de pessoas fortemente feridas e torturadas. E até hoje o estado brasileiro não se responsabilizou por essa chacina.

Passados 24 anos do Massacre de Corumbiara, a luta pela terra segue como um dos pilares da luta do povo por uma vida digna. A criminalização dos movimentos sociais se intensifica para os povos dos campos e florestas, e a necessidade da resistência, da auto-defesa e da busca pela autonomia dos territórios mostra-se urgente. Que a vida de cada companheiro e companheira tombados na luta seja estímulo na construção de um amanhã de terra e liberdade para todas e todos.

NENHUM SILÊNCIO! UMA VIDA DE LUTAS CONTRA O LATIFÚNDIO A AS INJUSTIÇAS NO CAMPO BRASILEIRO!
VIVA A LUTA DAS TRABALHADORAS E TRABALHADORES DO CAMPO
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center